+55 11 3995-6919 / +55 11 3900-1010

O que é EC2 Auto Scaling?

Um dos grandes benefícios da cloud computing é a confiabilidade. A possibilidade de aumentar e diminuir seu ambiente de TI, é ideal tanto para a estabilidade, uma vez que caso uma instância venha apresentar problemas, seu negócio terá outro servidor disponível em outra zona de disponibilidade. Quanto para reduzir os custos com a infraestrutura, já que em momentos de baixa demanda, é possível diminuir o número das instâncias, assim evitando gastos desnecessários com aquelas que estão ociosas.
Um bom exemplo de como a escalabilidade auxiliaria diretamente no desempenho de um serviço em uma empresa é o caso de uma livraria online que prometeu 10% de desconto para cada gol tomado pela seleção brasileira contra a Alemanha, em jogo da Copa do Mundo de 2014. O Brasil concedeu 7 gols e a loja virtual teve de oferecer 70% de desconto em todo o site. A promoção foi um sucesso, mas devido à demanda de acessos e negociações, a loja não aguentou e saiu do ar. Causando frustração dos consumidores e prejuízo para o negócio.

Mas, o que é EC2 Auto Scaling?

É aí que entra o conceito de EC2 Auto Scaling, que consiste em um serviço que garante o volume necessário de instâncias de forma automática com objetivo de manter o alto desempenho das aplicações hospedadas em cloud com o menor custo. Utilizando o EC2 Auto Scaling, seu negócio terá à disposição o número exato de instâncias, evitando ociosidade em tempos de baixa demanda e garantindo a estabilidade em picos de alto consumo. Voltando ao caso abordado anteriormente, essa ferramenta certamente faria com que a loja virtual suportasse a quantidade de acessos e negociações advindas da promoção do site. Além disso, é possível provisionar o número de instâncias a partir de uma política de estabilidade, indicando a capacidade máxima e mínima que seu ambiente trabalhará. O EC2 Auto Scaling irá ativar ou desativar as instâncias conforme a demanda da aplicação.

Veja nossa live sobre EC2 Auto Scaling!

Benefícios

Estabilidade e Alta disponibilidade – Havendo a possibilidade de utilizar o EC2 Auto Scaling em diversas zonas de disponibilidade da AWS, é possível ter mais estabilidade em no ambiente, assim caso uma zona fique indisponível pode-se ativar instâncias em outras zonas. Além disso, com esse serviço, há a possibilidade de substituir instâncias que não estejam em pleno funcionamento, assim encerrando aquela que apresenta alguma falha que poderia gerar instabilidade na aplicação.

Menos custos – Em todos os artigos sobre os benefícios de cloud computing nos negócios, a redução de gastos é apontada. Mas vamos trazer um exemplo prático de como essa vantagem pode ser apresentada. Imagine que sua empresa possui um servidor físico, caso sua demanda aumente em um curto espaço de tempo, talvez você tenha que adquirir outro servidor para garantir a estabilidade, assim trazendo mais custos. Mas caso haja uma grande redução na demanda, você terá servidores ociosos e custosos. Assim como os serviços de nuvem, o EC2 Auto Scaling trabalha no modelo on demand , ou seja, você pagará apenas pelas instâncias que utilizar, conseguindo assim, ter maior gerenciamento e planejamento nos gastos.

Confira um diagrama que explica melhor sobre esse conceito:

Leia mais artigos em nosso blog!

Novidades da semana – 19 a 23 de outubro

Todos os dias a AWS lança uma série novidades e atualizações em seus produtos que visam melhorar a vida de seus usuários. Reunimos algumas delas que fazem mais sentido para nosso mercado e que certamente aplicaremos em nosso dia a dia. Confira as novidades das últimas duas semana

Computação e Networking

CloudFront – Suporte a gerenciamento de chaves públicas por IAM
A partir dessa semana, é possível gerenciar chaves públicas usadas para signed URL e signed cookies através do Amazon IAM sem ter a necessidade de utilizar uma root account.

Cloud Front – Anúncio do Origin Shield
O Amazon CloudFront anunciou uma nova ferramenta, o Origin Shield, que consiste na redução dos números de requisição da origem através de uma camada central de cache, o que pode ocasionar a diminuição dos custos da AWS em sua infraestrutura.

Systems Manager – Função de filtro de execuções automatizadas
A partir dessa semana, o Systems Manager possui uma função que permite filtrar as execuções de automação por ambientes ou por uma aplicação. Ou seja, é possível definir comandos automatizados dentro de serviços da AWS.

Systems Manager – Session Manager suporte da configuração de shell profile/Session Manager suporta múltiplos portforward
Outra novidade é a que a ferramenta Session Manager anunciou a possibilidade de acessar suas profiles, como a do Windows, por exemplo, diretamente no Systems Manager. Além disso, agora também é possível criar múltiplas Port forwarding através do Session Manager o que permite diversas conexões simultâneas.

Systems Manager – Patch catalog para Amazon Linux/ Free-text search runbooks
A AWS criou um catálogo de patches do Amazon Linux para o Systems Manager. Agora o usuário possui um inventário que traz um maior gerenciamento dos patches da infraestrutura. Além disso, a partir dessa semana foi implementada a ferramenta free-text search nos runbooks do serviço, podendo realizar qualquer tipo de pesquisa.

AWS Distro OpenTelemetry – Novo serviço em preview
A AWS anunciou um novo serviço em preview: o AWS Distro OpenTelemetry. Uma solução Open Source para telemetria de Kubernetes, ECS e outros serviços da plataforma.

EC2 Hibenation – Instâncias I3, M5ad e R5ad podem ser pausadas e retomadas
A partir dessa semana é possível pausar e retomar as instâncias I3, M5ad e R5ad através do AWS EC2 Hibernation.

Global Acelerator – Suporte a sobreposições de portas
Agora é possível realizar um redirecionamento de portas no AWS Global Acelerator. O que permite mapear portas de destino externas para que os usuários possam enviar tráfegos para as internas.

AppStream 2.0 – Adição de instancias pequenas para propósito geral
O AppStream 2.0 lançou as instâncias do tipo T, o que reduz o menor custo do serviço, diminuindo de 25 centavos para 7 centavos.

Developer Tools

Porting Assistant for .NET – Agora é Open Source
O Porting Assistant for .NET anunciou que o serviço agora é Open Source.

Lambda – Suporte ao PrivateLink
Assim como diversos serviços da AWS, nessa semana é a vez do AWS Lambda de anunciar suporte ao PrivateLink através de suas APIs.

SQS – FIFO com suporte a “Deduplicação”
O Amazon SQS, serviço de mensagens da AWS, anunciou que a partir de agora, as mensagens duplicadas serão removidas da fila.

CloudWatch App Insights – Adição de métricas de EBS e API Gateways
O CloudWatch App Insights adicionou em sua plataforma métricas dos serviços Amazon EBS e AWS API Gateways.

Amplify – Projetos do Amplify podem utilizar os Pools existentes do Cognito
O Amplify, uma solução completa para desenvolvimento de aplicação, agora suporta os pools existentes do Cognito, via AWS CLI ou CloudFormation.

CloudFormation – Aumento de quotas
O AWS CloudFormation anunciou o aumento de quotas do serviço, que consiste no aumento do tamanho do objeto para carregar no Amazon S3, bem como o número de recursos, parâmetros e outras ferramentas da AWS.

App Mesh – Aumento dos limites padrões para recursos/ Suporte a compartilhamento cross account no ACM
O App Mesh anunciou o aumento dos limites padrão de alguns recursos como de services, virtual nodes, and virtual gateways, entre outros. Além disso, o serviço agora suporta o ACM compartilhado via Resource Access Manager

Data

Kinesis Client Library – Agora suporta multi-stream
O Kinesis Client Library, recurso agente para a utilização do Kinesis, anunciou que agora é possível subir mais de um stream para cada instância.

Step Functions – Suporte à integração com Amazon Athena
O Step Functions anunciou que agora é possível realizar uma query diretamente no Amazon Athena.

AWS Batch – Suporte a configuração de Jobs e estratégias de repetição
O AWS Batch anunciou suporte a tratamento de falhas o que permite repetir processos caso haja alguma falha.

Redshift – Suporte a modificação de compressão de colunas/ Suporte a agendamento de Querys SQL pelo EventBridge
No Redshift, agora é possível indicar a compressão de colunas dependendo na quantidade de dados contida nelas. Além disso, o serviço também possui uma ferramenta de agendamento nativa através de Querys SQL no EventBridge.

Amazon MSK – Suporte ao Apache Kafka 2.6.0
O Amazon MSK, Kafka gerenciado da AWS, anunciou suporte a Apache Kafka 2.6.0, que traz diversas melhorias, como o manage quotas através de APIs, e o explict rebalance.

Amazon QLDB Go Driver – Disponível
O Amazon QLDB Go Driver, do database de Quantum Ledger da AWS, anunciou a disponibilidade da ferramenta Go Driver.

RDS for Oracle – Suporte a DR com banco de dados físico em Standby “Data Guard”
O RDS For Oracle anunciou que a partir dessa semana aplicações On premises podem realizar uma replicação através do Data Guard.

Amazon RDS – suporte a exportação de snapshots para o S3 em novas regiões
O recurso de exportar os snapshots do Amazon RDS para o Amazon S3 agora está disponível em novas regiões, incluindo São Paulo.

Amazon EMR – Redução de até 35% de custo e aumento de 15% no desempenho
Assim como diversos serviços da AWS, o Amazon EMR anunciou suporte as instâncias Graviton2, que podem garantir uma redução de custo de até 35% e aumento de até 15% de performance.

Quer saber as novidades da AWS das últimas semanas? Leia nosso blog!

E acompanhe toda sexta-feira em nosso canal do Youtube nossa live sobre as Novidades da Semana.

Até semana que vem!

Novidades da semana – 05 a 16 de outubro

Todos os dias a AWS lança uma série novidades e atualizações em seus produtos que visam melhorar a vida de seus usuários. Reunimos algumas delas que fazem mais sentido para nosso mercado e que certamente aplicaremos em nosso dia a dia. Confira as novidades das últimas duas semana.

Segurança e Governança

Cost Categories – Suporte hierarquia
O AWS Cost Categories, recurso que permite a criação de categorias dos serviços da AWS, agora suporta a hierarquia entre as categorias.

Compute Optimizer – Recomendações de melhorias baseadas em métricas do EBS
O AWS Compute Optimizer, serviço que realiza uma análise de sua conta AWS, agora fornece sugestões a partir de métricas do EBS, para otimizar sua conta.

AWS Client VPN – Disponível na região de São Paulo
O AWS Client VPN agora está disponível na região de São Paulo. Até essa semana, os usuários brasileiros utilizavam a região de Virgínia do Norte (EUA) por ser a mais próxima, agora o serviço está disponível em território nacional.

AWS Inspector – Expansão do suporte aos sistemas RHEL 8, Ubuntu 20.04 LTS, Windows Server 2019
O AWS Inspector, serviço de análise de vulnerabilidades em sistemas operacionais, anunciou a expansão ao suporte aos sistemas operacionais RHEL 8, Ubuntu 20.04 LTS, Windows Server 2019.

AWS Architecture Center – Re-design para enfatizar as ferramentas mais importantes
O AWS Architecture Center redesenhou sua interface melhorando a experiência da utilização do serviços colocando em desataque suas ferramentas mais importantes.

S3 – Suporte à feature assume Object Ownership
O Amazon S3 lançou um novo recurso que traz a possibilidade de colocar um assume no Object Ownership, permitindo a troca de proprietários do objeto no serviço.

AWS Config – 15 novos templates de conformidade, incluindo Well Architected
O AWS Config anunciou 15 novos templates de conformidade , dentre eles estão os pilares de confiabilidade de segurança do Well Architected, o conjunto de boas práticas da AWS.

Security Hub – Nova interface de usuários
Outro serviço que otimizou sua interface foi o AWS Security Hub, facilitando o acesso a ferramentas do serviço e apresentação para auditorias.

AWS Purchase Order- Ordem de pagamento disponível para uso geral (ainda não disponível para R$)
O AWS Purchase Order é o novo serviço que disponibiliza uma ordem de pagamento na AWS, assim evitando que as cobranças dentro da plataforma ocorram no cartão de crédito, de forma a integrar os setores de tecnologia e financeiro da empresa. O recurso ainda não está disponível para nossa moeda.

AWS Budget- Nova ferramenta AWS Budgets Actions
A AWS anunciou uma nova feramenta: AWS Budgets Actions. A partir de agora, ao atingir ou exceder o budget programado, é possível desligar instancias como EC2 ou RDS, por exemplo, bloquear serviços, usuários etc.

AWS Budget – Redução de custos: agora é gratuito
O AWS Budget reduziu os custos de seu serviço, agora ele é gratuito. Anteriormente ele cobrava $0.02 por dia.

AWS IAM- Access Analyzer suporta o arquivamento de “findings”
O AWS IAM possui em seu portfólio a ferramenta Access Analyzer, que gerencia e monitora usuários e roles dentro do serviço, e a partir de agora é possível arquivar os “findings” realizados dentro da ferramenta, assim conseguindo recuperar as informações das últimas vezes que a aplicação foi utilizada.

AWS EMP- End-of-Support Migration Program, agora disponível sem parceiros
O End-of-Support Migration Program, ferramenta que converte sistemas operacionais e aplicações em End-of-support em EC2, está disponível para todos os usuários da plataforma. Antes ela era restrita apenas para parceiros.

Computação e Networking

EKS – Suporte a ranges de endereços IPs configuráveis
Agora é possível especificar o IP dos serviços ao utilizar o Amazon EKS. Esse recurso auxilia na hora de fazer uma regra de liberação em ambientes On Premises via VPN, podendo liberar apenas o IP configurado.

EKS – Fargate + EKS agora disponível em 10 novas regiões

Juntamente com o serviço AWS Fargate, o Amazon EKS anunciou disponibilidade em 10 novas regiões, incluindo a região de São Paulo

EC2 – Instâncias Bare Metal G4dn com Nvidia disponíveis em 15 novas regiões
Outro serviço anunciou disponibilidade em novas regiões, incluindo São Paulo. Mas o Amazon EC2 disponibilizou as instâncias Bare Metal G4dn com Nvidia para essa e mais 14 novas localidades.

AmazonVPC – Agora é possível dar Launch no Sage Maker na VPC

A partir dessa semana, é possível integrar o Amazon SageMaker Studio com o Amazon VPC, permitindo dar launch do serviço por meio do VPC.

Elastic Beanstalk – Suporte a Multi-Container rodando em plataforma docker baseada em AL2
O AWS Elastic Beanstalk quando usado em Amazon Linux 2 agora permite rodar multi-containers na mesma instância baseado em uma plataforma Docker, assim podendo simplificar a configuração de suas instâncias.

AWS Outposts – Agora o ElastiCache está disponível no Outposts/ Suporte a EBS CSI Driver
O AWS Outposts, o servidor físico da AWS, agora oferece suporte ao ElastiCache. Outra novidade, é o suporte do AWS EBS CSI Driver, um recurso voltado para Kubernetes, também recebeu suporte do AWS Outposts.

Developer Tools

HoneyCode – Novo template de app para integração de funcionários
O AWS HoneyCode, ferramenta de desenvolvimento para aqueles que ainda não sabem codificar, lançou um novo template para a integração de funcionários.

CodeGuru – Suporte a tageamento de recursos
O AWS CodeGuru, a ferramenta da AWS de Profile e análise de código para automatização, é mais um serviço que anuncia o suporte a tageamento.

CodeArtifact – Suporte ao AWS CloudFormation
Assim como anunciamos em grande parte das semanas, mais um serviço anunciou suporte ao AWS CloudFormation. Dessa vez foi o AWS CodeArtifact, o serviço de repositórios da AWS.

SNS – Aplicações usando SNS para SMS para 5 novas regiões
O Amazon SNS anunciou a disponibilidade de enviar mensagens SMS por meio do serviço em 5 novas regiões, incluindo a região de São Paulo.

AWS Batch – Lançamento de controle de acesso baseado em tags/ Suporte customização de logging, swap e Shared Memory
O AWS Batch, a ferramenta da AWS para simplificar e automatizar processos em larga escala, anunciou suporte ao controle de acessos baseado em tags. Outra novidade é o suporte a customização de logs e ajustes de swap e Shared Memory.

Cloudwatch – Anúncio do novo Cloudwatch Lambda Insights (Preview)
O AWS CloudWatch anunciou em preview o novo Cloudwatch Lambda Insights, uma ferramenta de coleta de dados da função Lambda capaz de utilizar recursos de Machine learning para fazer previsões de suas aplicações.

Lambda – Lançamento do Lambda Integrations
A AWS lançou em preview o Lambda Integrations, uma nova forma de integrar o AWS Lambda com ferramentas operacionais, como o Datadog, Dynatrace, o AppDynamics entre outros recursos.

AWS EventBridge – Anúncio do suporte a filas Dead Letter
O AWS EventBridge, serviço gerenciado para arquiteturas baseadas em eventos, anunciou o suporte a filas Dead Letter, local de armazenamento de eventos que não foram processados corretamente.

AWS X-Ray – Plugin do Grafana Labs
A comunidade do Grafana Labs, juntamente com a AWS lançaram um plugin para AWS X-Ray, com a finalidade de reunir os dados de observality tracing do serviço para serem enviados para o Grafana.

EKS- Suporte Kubernetes 1.18 (Topology Manager, Server-Side Apply e IngressClass)
O Amazon EKS agora suporta a versão Kubernetes 1.18 que inclui as ferramentas Topology Manager, Server-side Apply e IngressClass. Os usuários que possuem a versão 1.14, a AWS manterá o suporte até o fim do ano.
https://aws.amazon.com/pt/about-aws/whats-new/2020/10/amazon-eks-supports-kubernetes-version-1-18/

EKS- Curso disponível
A AWS Training anunciou um novo curso para o serviço EKS, são 3 dias de treinamento a um custo de $2.000,00.

Fluent bit- Projeto opensource agora permite envio de logs diretamente para S3
O projeto opensource da AWS, o Fluent Bit, anunciou que agora é possível enviar logs diretamente para o Amazon S3. Uma alternativa para armazenar os dados do projeto em um serviço mais econômico da AWS.

CloudWatch Synthetics- Lançamento da ferramenta recorder
O AWS CloudWatch Synthetics, lançou a ferramenta recorder, que consiste em uma extensão do Google Chrome, que tem a capacidade de gerar scrips canary.

Cloudwatch Insights- Nova interface
O Cloudwatch Insights Application renovou sua interface para melhorar a experiencia do usuário e assim facilitar sua usabilidade.

Databases e Data Analytics

Kinesis – Agora temos o Kinesis Data Analytics “for java” é “for Apache Flink”/ Analytics suporta Force Stop e Autoscaling Status
A AWS alterou o nome da ferramenta o Kinesis Data Analytics for java para o Kinesis Data Analytics for Apache Flink, apenas para destacar que esse projeto decorre paralelamente com o Apache Flink. Outra novidade do Kinesis Data Analytics é a possibilidade de forçar a parada do serviço, e um recurso que mostra o status do Autoscaling.

Kinesis – Apache Flink no Kenesis com suporte a EFO e Http/2
Uma atualização do Apache Flink no Kinesis agora suporta EFO e Http/2.

DMS – Suporte a particionamento por CDC quando usamos o S3 como Target
O AWS DMS, serviço de migração da AWS, anunciou possibilidade de realizar a parametrização por Data, assim organizando o DataLake e evitando a realização de um novo processamento.

EMR – Suporte a multimaster nodes em tarefas distintas para diminuir riscos de falha
O Amazon EMR anunciou suporte a multimaster, ou seja, a partir dessa semana é possível enviar masters em diferentes AZs para assim evitar que falhas parem os processos do serviço.

ElasticCache – Suporte ao Redis 6 com gerenciamento RBAC
O AWS ElasticCache agora oferece suporte ao gerenciamento de credenciais com RBAC, gerenciamento por políticas, por meio do Redis 6. Além disso, assim como outras ferramentas da AWS, o serviço também anunciou suporte às instâncias M6g e R6g, que trazem aumento de performance e redução de custos.

AWS Glue – Suporte a detecção e evolução de Schemas ETL
O AWS Glue, serviço de ETL e Serverless da AWS, anunciou a detecção de mudanças de schemas do Data Catalog, recurso recém suportado pelo Glue, para o ETL, fazendo com que ele realize esse processo de forma automática.

Lake Formation – Cross Account Database Sharing/ Autenticação via Active Directory
O AWS Lake Formation, serviço de orquestração de Data Lake da AWS, anunciou a possibilidade de restrição de campos do mesmo dado para diferentes contas, fazendo com que haja um maior controle no acesso das informações do serviço. Outra novidade é o suporte a autenticação via Active Directory.

Aurora- Alocação dinâmica de Storage (Shirink)
O Amazon Aurora aperfeiçoou seu recurso de alocação dinâmica de dados, que a partir de agora ele consegue diminuir sua capacidade programada, assim diminuindo os gastos nos uso do serviço.

Aurora- Database Activity Streams disponível em outras regiões, inclusive São Paulo
O Amazon Aurora anunciou que a ferramenta Database Activity Streams está disponível em outras regiões, inclusive São Paulo.

RDS PostgreSQL- Suporte a upgrade majoritário das réplicas
O Amazon RDS PostgreSQL anunciou a possibilidade de realizar o upgrade majoritário das réplicas de leitura do serviço.

RDS- Graviton 2 disponível com redução de até 52%
O Amazon RDS anunciou que os processadores Graviton 2 estão disponíveis para o serviço que reduz os custos e aumenta a performance em até 52%.

RDS for MySQL- Backup to RDS
O RDS for MySQL agora permite trazer um backup do MySQL para o serviço RDS por meio do Amazon S3.

Lake Formation- Suporte a Amazon EMR
O Lake Formation, a camada de orquestração de Data Lake da AWS, agora suporta o serviço Amazon EMR.

Glue- Suporte DocumentDB e MongoDB Collections/ Suporte a leitura de tópicos Kafka e leitura e escrita em Apache Avro.
O AWS Glue agora suporta dados originários das aplicações de database DocumentDB e MongoDB. Outra novidade é o suporte a tópicos Kafka, além da leitura e escrita no formato Apache Avro.

Redshift- Cross-Database Queries
O Amazon Redshift agora suporta o Cross-Database Queries, ou seja, agora é possível realizar queries que se estenda a mais de uma base de dados.

Outros

CloudWatchLogs – Suporte 2 subscriptions por filtro
O CloudWatchLogs adicionou uma funcionalidade que permite criar filtros de até duas subscrições.

CloudWatch Synthetics – Suporte a monitoramento por dashboard de pré-build utilizando Canary
Já o CloudWatch Synthetics, anunciou que é possível realizar uma pré-build que monitora os processos do dashboard por meio do Canary

AWS Work Docs- Modo escuro no App para iOS
O AWS WorkDocs, anunciou o tema escuro em seu app para dispositivos iOS.

Amazon Lumberyard – Versão beta 1.26 disponível
O Amazom Lumberyard, o serviço de open code de games da AWS, lançou uma versão 1.26 beta, que traz melhorias para a aplicação.

Solution Distributted Load Testing – Versão 1.1 com suporte a Step-Functions e Fargate
O Distributted Load Testing, a solução da AWS para realizar testes de carga, anunciou a versão 1.1 que traz, além de melhorias, o suporte com os serviços Step-Functions e Fargate além de scripts de Jmeter.

SageMaker – Redução de custos em 18% das instancias ml.P3 e ml.P2
O AWS SageMaker, anunciou a redução de até 18% do preço do serviço para as instâncias ml.P3 e ml.P2.

Trancribe- Suporte a PrivateLinks para Batch APIs
O Amazon Transcribe, o serviço de inteligência artificial de transcrição da AWS, agora suporta PrivateLinks, a rede privada da AWS.

AWS Connect- Suporte URA em espanhol
O AWS Connect, serviço de PABX da AWS, agora oferece suporte a URA na língua espanhola.

Amazon Personalize- Redução de 40% tempo e 30% geração de recomendações
O Amazon Personalize anunciou que a partir dessa semana ele consegue gerar 30% mais recomendações, 40% mais rápidas.

Amazon Rekognition- 6 novas categorias de moderação
O Amazon Rekognition anunciou 6 novas categorias de moderação de forma a detectar mensagens de drogas, álcool e símbolos de ódio, por exemplo.

AWS Elemental MediaLive- suporte a MPEG2 e outras funcionalidades
O AWS Elemental MediaLive, ferramenta de lives da família Elemental, anunciou suporte ao MPEG2, dentre outras funcionalidades.

Quer saber as novidades da AWS das últimas semanas? Leia nosso blog!

E acompanhe toda sexta-feira em nosso canal do Youtube nossa live sobre as Novidades da Semana.

Até semana que vem!

O que é Disaster Recovery?

Ao longo do desenvolvimento de um negócio, muitos osbstáculos precisam ser ultrapassados. Mas por mais que existam estratégias de crescimento bem definidas, que possam trazer alguma previsibilidade para o futuro, fatores tanto externos quanto internos podem prejudicar o andamento do projeto. Principalmente no setor da tecnologia que em muitas ocasiões pode sofrer com falhas e vulnerabilidades. Resultando em problemas na infraestrutura e podendo causar grandes prejuízos nas empresas. De acordo com a pesquisa Global Data Protection Index – Cloud Environments 2020 promovida pela Dell Technologies 47% das empresas que tiveram algum problema em seu ambiente de TI. Como perda de dados ou ataques cibernéticos, por exemplo, tiveram complicações no desempenho de suas equipes. O que reforça a necessidade de possuir, além de um plano de contingência e redundância, uma estratégia de Disaster Recovery. Ideal para manter seu negócio online em caso de imprevistos.

O conceito de Disaster Recovery

Disaster Recovery (DR) consiste em uma série de ações que tem como objetivo recuperar dados e restaurar processos em caso de problemas eventuais. Podendo ser oriundos de crimes virtuais, falha humana ou até desastres naturais. Buscando sempre reestabelecer a normalidade com impacto mínimo e de forma ágil, tentando ao máximo preservar a produtividade da empresa.
Para que esse conceito seja eficaz em sua empresa será necessário traçar um plano de recuperação de desastres, ou Plano de Recuperação de Negócio (PCN), no qual mapeia todos os recursos de sua infraestrutura, analisa riscos, falhas ou vulnerabilidades que possam afetar o ambiente de TI de seu negócio. Além de criar uma estratégia definida que direcionará as medidas de recuperação de desastres a serem seguidas.

Veja nossa live sobre Disaster Recovery!

Após uma completa análise de riscos, são definidas duas métricas dentro da estratégia de Disaster Recovery. Sempre com o objetivo de diminuir o prejuízo de sua empresa em caso de imprevistos. O Recovery Time Objective (RTO), que se baseia na identificação do máximo período em que todo ambiente ou apenas alguma aplicação pode ficar indisponível, dependendo do tamanho da falha, por exemplo, 15 minutos ou 1 dia. E o Recovery Point Objective (RPO), que define uma quantidade mínima de informações que precisam ser recuperadas de modo a diminuir o impacto do incidente em seu negócio. Ou o quanto de informação o negócio aceita que seja perdida. Com essas definições, será possível saber com maior precisão de quanto tempo sua empresa necessitará para corrigir o problema.
Baseado nessas métricas, que são definidas em conjunto com a equipe de Tecnologia, adicionamos ao plano ações como ter servidores de backup. Além de ter um plano de backup para recuperar o ambiente em determinado tempo.

É importante ressaltar que o Disaster Recovery precisa ser visto como uma medida preventiva e recuperativa. Por isso é importante possuir uma estratégia bem detalhada para a recuperação de desastres. Devendo conter ferramentas que tem o objetivo de garantir a segurança dos dados de sua empresa. Bem como medidas que irão minimizar os riscos de falha humana que podem trazer vulnerabilidades em suas informações.

O advento do uso de Cloud Computing facilita muito a criação e eficiência de seu plano de Disaster Recovery. Pois além da facilidade de distribuição geográfica, é possível manter sua contingência desligada para alguns cenários, o que leva o custo com a infraestrutura redundante, próximo de zero. Uma vez que você paga apenas pelo que utilizar.

Assim será possível diminuir o perigo de ameaças contra seu ambiente de TI e por consequência evitar prejuízos.

Veja mais artigos técnicos em nosso blog!

Relatório da Darede reduz os custos do ambiente AWS do Sport Club Corinthians Paulista

A Darede Serviços de TI, empresa parceira Advanced AWS, executou um projeto no Sport Club Corinthians Paulista, com a finalidade de otimizar os custos da infraestrutura AWS através do assessment (análise) do ambiente de TI do clube utilizando o Well-Architected Framework, que consiste no conjunto de boas práticas da principal provedora de serviços de computação em nuvem do mundo que se divide em cinco grandes pilares: Excelência Operacional, Segurança, Confiabilidade, Eficiência de Performance e Otimização de Custos.

Diante desses desafios a Darede realizou uma análise completa no ambiente em nuvem do clube, com o objetivo de aumentar a segurança, buscando proteger as informações sensíveis da empresa bem como criar controles para proteger seus sistemas internos. Aumentar o desempenho da infraestrutura através da organização das cargas de trabalho para uma melhor identificação, melhorar o monitoramento do ambiente a fim de ter uma maior visibilidade da performance das aplicações. Além de aprimorar a resiliência da rede e definir uma política de backup ideal para a implementação de um modelo Disaster Recovery, capaz de prevenir falhas e vulnerabilidades do sistema. Fizemos também um planejamento para readequação dos recursos e serviços usados, fazendo com que a estrutura continuasse com a mesma capacidade, porém custando menos.

As adequações necessárias foram enviadas para o clube com a finalidade de resultar em um ambiente estável, escalável e seguro, além de reduzir os custos do clube.

Sobre a Darede

A Darede, empresa de consultoria especialista em serviços de TI possui 7 anos de experiência no mercado. A empresa, é parceira Advanced da Amazon Web Services (AWS) contando com cinco selos de especialização: AWS Well Architected, WMWare on Cloud, Public Sector Partner, Amazon CloudFront e Amazon EC2 for Microsoft Windows Server. Além de ser Gold Partner em Cloud Productivity da Microsoft.

Leia mais artigos de TI em nosso blog!

Novidades da Semana AWS 28/09 a 02/10

Todos os dias a AWS lança uma série novidades e atualizações em seus produtos que visam melhorar a vida de seus usuários. Reunimos algumas delas que fazem mais sentido para nosso mercado e que certamente aplicaremos em nosso dia a dia. Confira as novidades da última semana.

Governança e Segurança

AWS Secret hub – Mais 5 parceiros (Alcide, Blue Hexagon, Palo Alto, RDSA e Vectra IA)
O serviço AWS Secret Hub anunciou cinco novas parcerias que ajudam a gerar insights, colaborando com a visualização de falhas ou vulnerabilidades no ambiente.

AWS Secrets Manager – DoD Impact Level 4 e 5 authorization pelo DISA
O AWS Secrets Manager recebeu dois níveis de autorização, DoD Impact Level 4 e 5, do Disa (Departamento de Sistemas de Informação de Defesa Americano), para assim conseguir atuar em regiões AWS GovCloud. Essa autorização traz mais credibilidade ao serviço, pois poderá ser utilizado em informações de missões críticas, e do Sistema de Segurança da Informação Nacional (NSS).

Nova solução para gerenciamento centralizado de WAF e VPC Security Groups
A AWS anunciou uma solução centralizada para o gerenciamento e controle de AWS WAF e VPC Security Groups. A partir dessa solução, ficará mais simples configurar, administrar e auditar esses serviços de forma central.

AWS VPN Client-to-site – Suporte conectividade client to client
O serviço AWS VPN Client-to-site agora permite uma conexão entre clientes, assim sendo possível acessar a máquina de outro usuário remotamente.

Amazon CloudFront – Lançamento de Edge Locations no México e Nova Zelândia
A Amazon CloudFront anunciou novas Edge Locations em dois países: México e Nova Zelândia.

AWS CloudFormation Guard – Liberado para uso geral
O AWS CloudFormation Guard, a CLI para realizar auditorias no CloudFormation, está disponível para uso geral. Ele atua para verificar se seu serviço de CloudFormation segue os parâmetros corretos.

AWS AppSync – Suporte WAF
O AWS AppSync anunciou integração com o AWS WAF, facilitando a proteção das APIs contra falhas e vulnerabilidades de seu sistema.

Elemental MediaConnect – Reserved Outbound Bandwith (Reserva)
O MediaConnect, produto da família Elemental voltado para Streaming, agora suporta o Reserved Outbound Bandwith, que consiste em reservas de Data Transfer para assim economizar na utilização da plataforma.

Computing e Storage

Amazon EFS – integração com Systems Manager para gerenciar os clientes do EFS
A partir dessa semana, o Amazon EFS se integra com o AWS Systems Manager para simplificar o gerenciamento dos clientes do serviço.

Amazon EC2 – Limites de instâncias Spots baseadas em vCPUs
O Amazon EC2 anunciou o suporte ao modelo de limite de instâncias baseadas em vCPU nas Spot Instances. Esse conceito já era utilizado desde o ano passado nas instâncias On-Demand e agora passa a ser utilizada nas instâncias Spot.

Amazon Workspaces – anúncio de compartilhamento de imagens entre contas
O Amazon Workspaces anunciou o recurso de compartilhar as imagens do serviço entre contas AWS. Essa solução ajuda a simplificar e acelerar a utilização do serviço, além de aumentar a segurança.

Amazon Braket – Liberado processador quântico 150% mais potente
O Amazon Braket, o serviço de processamento quântico recém lançado, anunciou suporte à família de processadores D-Wave’s Advantage system 5000 qubits, o que faz com que desenvolvedores consigam explorar maiores e mais complexos problemas de otimização quântica.

Amazon Outposts – S3 disponível para expandir armazenamento de outros servidores on-premises
A partir dessa semana, os usuários do Amazon Outposts podem utilizar o serviço Amazon S3 com a finalidade de aumentar o armazenamento de outros servidores, bem como satisfazer a demanda de performance necessária para manter dados nas aplicações on-premises.

Developer Tools

Amazon EventBridge Schema Registry – Suporte a Schemas Json
O Amazon EventBridge, a ferramenta de serviços gerenciados para eventos da AWS, anunciou suporte a Schemas Json, recurso que permite realizar programações prévias antes do dado entrar no sistema, para assim facilitar a comunicação dos eventos.

AWS Codepipeline – Suporte ao comando Git clone para ações de origem/ Suporte a Github Enterprise Server
O AWS CodePipeline anunciou suporte ao Git clone para ações de origem, ou seja, com esse recurso, podemos reunir os metadados do git para realizar análises. Além disso, o serviço agora suporta também Github Enterprise Server, a versão paga do Github.

Amazon ECS – Extensão para CDK disponível em preview para Devs
O Amazon ECS anunciou o preview da extensão para CDK apenas para desenvolvedores, assim sendo possível realizar codificações utilizando linguagem de programação.

AWS Systems Manager – Automation runbooks pelo Visual Studio Code
O Microsoft Visual Studio Code da AWS agora apresenta um plugin do runbooks do AWS Systems Manager, assim é possível realizar configurações nos runbooks sem precisar utilizar aplicações terceiras.

Databases, ML e outros

Launch Wizard – Suporte a SQL Server Always On para Linux
A AWS lançou o serviço do Launch Wizard Aways On para Linux, assim facilitando rodar workloads do SQL Server em um sistema Linux.
https://aws.amazon.com/pt/about-aws/whats-new/2020/09/aws-launch-wizard-supports-sql-server-always-on-deployments-linux/

Amazon Timestream – Lançamento do Banco de dados para análise de dados por tempo
A AWS lançou o novo serviço Amazon Timestream, que consiste em uma plataforma de análise de dados do banco de dados por tempo, trazendo agora a possibilidade de realizar buscas de dados de forma simplificada.

Amazon MSK – Lançamento da versão 2.5.1/ Expansão automática do storage do cluster
O Amazon MSK, serviço de Kafka gerenciado da AWS, lançou a versão 2.5.1 podendo ser atualizado pelo painel da janela de manutenção. Além disso, o serviço oferece agora a expansão automática do storage cluster, portanto quando seu disco estiver próximo do limite, é possível aumentá-lo automaticamente.

Amazon SageMaker – Agora consegue criar modelos 40% mais rápidos e 200% mais assertivos/Processamento de big data em Spark containers
O Amazon SageMaker anunciou que agora é possível criar modelos de machine learning 40% mais rápidos e 200% mais assertivos sem acréscimo de custos e o mesmo número de chamadas. Outra novidade é o suporte a conteiners Sparks para processamento de big data pelo próprio serviço.

Amazon Textract – Suporte a buckets como destino
O Amazon Textract agora suporta buckets como destino, ou seja, é possível manusear dados do S3 e colocar o bucket do S3 como destino, não necessitando mais manusear este dado na sua aplicação para enviar para outro aplicativo.

Amazon Pinpoint – Suporte a Journeys trigadas por eventos
O Amazon Pinpoint, serviço de controle de fluxos e notificações de marketing da Amazon, anunciou o suporte a Journeys trigadas por eventos, ou seja, agora é possível rastrear toda a jornada do cliente na plataforma via análise de eventos.

AWS IoT Core – Agora suporta conexão direta para o Amazon Timestream
Com o lançamento oficial do Amazon Timestream, o serviço IoT Core anunciou uma conexão direta de dados com o novo serviço da AWS.

Quer saber as novidades da AWS das últimas semanas? Leia nosso blog!

E acompanhe toda sexta-feira em nosso canal do Youtube nossa live sobre as Novidades da Semana.

Até semana que vem!

Os benefícios da Telemedicina

O uso da informática na área de saúde se tornou uma realidade ao longo das últimas décadas. Principalmente no que diz respeito ao uso interno, dentro dos consultórios, hospitais e ambulatórios. Como em todo perfil de empresa, Cloud computing está ganhando cada vez mais importância na área de healthcare. Porém para esse negócio, o uso de Cloud se torna inevitável. Usando recursos e serviços dessa tecnologia conseguimos melhorar a experiência dos usuários com um atendimento informatizado, rapidez em laudos de exames, entre outros recursos que irão facilitar o diagnóstico, prevenção e tratamento de doenças.

E a telemedicina é um dos principais recursos novos do portfólio de serviços de empresas de saúde. Pois, ela traz mudanças contundentes que visam potencializar a experiência dos pacientes com serviços de alta qualidade. Além de facilitar o trabalho dos profissionais de saúde tudo isso reduzindo custos como deslocamento, espaços físicos, sala de espera etc. E com a pandemia do novo coronavírus, esse serviço se tornou essencial como medida preventiva no trato da doença e acelerou em alguns anos a adoção generalizada do serviço.

O que é telemedicina?

A telemedicina é um recurso tecnológico que busca facilitar e aperfeiçoar o atendimento médico à distância. Ela permite que, através da internet, pacientes tenham consultas de forma remota. Além disso, já é possível o envio de exames e receitas médicas virtualmente.

O Conselho Federal de Medicina entende o conceito de telemedicina como um “exercício da medicina mediado por tecnologias para fins de assistência, educação, pesquisa, prevenção de doenças, lesões e promoção de saúde”.

Mas esse conceito não é atual. Essa atividade foi reconhecida de forma oficial pela Organização Mundial de Saúde (OMS) no fim da década de 90. De forma a aumentar a acessibilidade da medicina em localidades distantes. Ela evita a auto pesquisa de doenças a partir de sintomas na internet, e pode auxiliar na diminuição da automedicação. Pois aumenta a comunicação do médico e do paciente, fazendo com que tenhamos diagnósticos mais precisos e ágeis. Sem contar com a possibilidade do envio de receitas médicas digitais, aceitas em todo o território nacional e porque não até a realização de alguns exames.

Vantagens da telemedicina

Alinhado com o propósito da OMS, a possibilidade de aproximar profissionais de saúde e pacientes, que porventura residem ou estejam temporariamente afastados dos grandes centros, é uma das grandes vantagens desse recurso. Além disso, será possível aliviar a capacidade do sistema público e privado de saúde podendo realizar diagnósticos de pequenas enfermidades remotamente por meio da Teleconsulta.

O uso desse recurso é implementado de forma diferente de aplicações comuns de teleconferência. Não utilizando o Skype ou Zoom, por exemplo. Por meio serviços de cloud computing, as instituições de saúde tem acesso a soluções integradas e seguras especialmente voltadas para healthcare e em conformidade a HIPAA (Lei de Portabilidade e Responsabilidade do Seguro de Saúde), assegurando a privacidade dos dados trafegados na aplicação. Diversos serviços da AWS (Amazon Web Services), por exemplo já possuem conformidade com a HIPAA. Como é o caso do S3 e EC2. A AWS possui inclusive uma página exclusiva sobre esse tipo de conformidade.

Outra vantagem que permite a redução do tempo das consultas, bem como evitar deslocamentos que muitas vezes podem ser desnecessários. Essa é a introdução do atendimento digital via chatbots que através de machine learning pode auxiliar na triagem dos pacientes. Conseguindo separar casos graves que necessitam a ida para hospitais e casos leves que podem ser tratados em casa. Além da realização de prontuários digitais que facilitarão o acesso do histórico do paciente e laudos digitais, podendo ser acessados de qualquer lugar, que trazem uma maior assertividade nos diagnósticos.

A Darede, é empresa parceira Advanced da AWS. Ela oferece diversos serviços para empresas que desejam começar a usufruir dos benefícios da cloud computing na saúde, como a introdução da telemedicina em suas instituições. Venha revolucionar sua empresa com a Darede!

Leia nosso artigo sobre healthcare em nosso blog!