Conectando-On-Premises-na-AWS

Conectando On-Premises na AWS via Direct Connect

Confira o artigo técnico escrito pelos colaboradores Adassa Lima e Matheus Arantes sobre Conectando On-Premises na AWS via Direct Connect. Confere lá!

Com a popularização da utilização dos serviços em Cloud, uma das maiores necessidades é fazer com que o ambiente On-Premises de uma empresa possa se conectar ao ambiente Nuvem. Com a finalidade de fazer um uso eficiente dos seus recursos. Pensando em alguns itens importantes nessa conectividade, temos a disponibilidade, o baixo custo, a velocidade de acesso à informação e a segurança dos dados.
Atualmente o uso desse acesso se dá através de um serviço baseado em internet chamado de VPN. Ele permite que, possamos manter uma conectividade entre a Cloud e o ambiente On-Premises conforme podemos ver no exemplo abaixo:

DESENHO 1 – CONECTIVIDADE CLOUD_ON-PREMISES VIA VPN

Utilizando esse método de conectividade, os dados que serão trafegados por essa tecnologia são criptografados e encaminhados via Link de Internet entre os ambientes. O que permite dizer que o tráfego está sendo enviado de forma segura. No entanto, a alta velocidade não é garantida, bem como a redundância. Já quando se trata dos links públicos da empresa, esses fatores são dependentes da qualidade do provedor que oferta essa conectividade, gerando uma certa dificuldade no gerenciamento e disponibilidade da informação via VPN.

Direct Connect

Para melhorarmos essa comunicação entre AWS Cloud e o On-Premises, a Amazon nos fornece uma opção de conectividade através de um serviço chamado Direct Connect. Ele utiliza uma conexão L2L via um Parceiro AWS (Links dedicados com a Equinix ou Tivit e compartilhado (hosted) com outras operadoras como Telium e Mundivox) para conectar esses ambientes, como se fosse uma extensão da rede interna do On-Premises para a AWS.
Conforme pode ser visto no desenho abaixo, provendo uma conexão dedicada, melhoramos o desempenho e aceleramos a transferência de dados com segurança e bom custo-benefício utilizando São Paulo e Rio de Janeiro como opções. Para locais mais afastados o custo pode ser maior.

DESENHO 2 – CONECTIVIDADE CLOUD_ON-PREMISES VIA DIRECT CONNECT

Basicamente, o Direct Connect é um link dedicado que conecta a AWS ao ambiente On-Premises. Após essa comunicação física estabelecida, as duas partes devem fazer o uso do protocolo dinâmico conhecido como BGP para estabelecer a sessão de divulgação dos blocos IPs, tanto da AWS quanto do ambiente On-Premises. Esse protocolo permite os filtros através das políticas de BGP que ajudam no bom funcionamento e gerenciamento do serviço.
Com esse modelo de conexão, que antes era utilizado para a comunicação via VPN, associamos o VGW, ou Virtual Private Gateway , ao Direct Connect. Assim o uso da VPN passa a ser redundante ao Direct Connect automaticamente através da prioridade do serviço pela AWS. Em caso de falha no serviço, a VPN assumirá o tráfego sem precisar de intervenção manual para o funcionamento, ou seja, aumentamos a disponibilidade, melhoramos a taxa de transferência, temos redundância na conectividade e mantemos a segurança do transporte da informação. Conforme mostra o desenho abaixo:

DESENHO 3 – CONECTIVIDADE CLOUD_ON-PREMISES VIA DIRECT CONNECT

Até então, esse cenário ainda é o mínimo requisitado para um bom uso do serviço de Direct Connect. Pois mantemos nossa redundância através da VPN, tendo como requisito para esse failover o uso da Internet. Todavia, para adotarmos as melhores práticas fornecidas pela AWS e no intuito de utilizar o serviço de forma mais eficiente e segura. É recomendado que o Direct Connect seja conectado entre AWS e On-Premises por duas conexões físicas distintas. Sendo, por exemplo uma conexão física entre AWS x Equinix-SP4 e uma outra AWS x TIVIT-SPO. Dessa forma temos uma redundância efetiva do serviço. Além de manter o mesmo padrão de funcionamento sem necessidade de acesso para a nuvem via Internet. Sendo assim, não só o desempenho, segurança e disponibilidade se mantém no mesmo nível. Como também, nesse caso, teremos resiliência:

DESENHO 4 – CONECTIVIDADE CLOUD_ON-PREMISES VIA DIRECT CONNECT REDUNDANTE

Como conclusão temos que, o Direct Connect é o serviço que aumenta não apenas a velocidade da sua conexão com a AWS. Consequentemente diminuindo a latência. Como também, se usado da maneira correta, proverá maior disponibilidade, resiliência, redundância e segurança da informação. Levando em consideração que no modelo de cobrança da AWS em cima de DTO (Data Transfer Out). Utilizando o serviço de Direct Connect a cobrança fica mais barata. Bem como o serviço se paga ao tempo de uso de dados que são utilizados por ele.

Laia mais textos técnicos escritos pelos colaboradores da Darede em nosso blog!

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Seu Office 365 é seguro?

Você já parou para pensar nisso? Confira o artigo que reforça a importância de se investir na segurança das informações da sua empresa.

Kubernetes

Entenda de forma técnica como expor serviços HTTP, TCP e UDP no Network Load Balancer e NGINX Ingress Controller no AWS EKS. – Artigo de Leandro Damascena

Nós usamos cookies para garantir e oferecer a melhor experiência de navegação em nosso site! Mais informações