Entenda de forma prática e simplificada como o Microsoft Power Platform pode auxiliar sua empresa!

O Microsoft Power Platform é uma plataforma de negócios que combina o poder do Power BI, Power Apps, Power Automate e Power Virtual Agents para ajudar as organizações a transformarem seus processos e operações de negócios diários. Com os recursos do Power Platform é possível que você analise dados, entregue personalização, desenvolva melhores aplicativos, responda aos insights gerados e automatize vários processos sem precisar de conhecimento técnico profundo.

Cada um dos componentes incluídos na Microsoft Power Platform é construído no Common Data Service for Apps (CDS), tornando-os dinâmicos quando usados sozinhos e mais capazes quando combinados com outras soluções integradas. Confira a seguir os principais recursos do Power Platform:

  • Microsoft Power BI: é um serviço de análise de negócios que oferece insights em tempo real a partir de dados empresariais, permitindo que você desenvolva visualizações profundas e relatórios altamente personalizados e informativos no painel, seja sobre vendas, campanhas de marketing, atendimento ao cliente ou outras funções de negócios. 
  • Microsoft Power Apps: é uma infraestrutura sem código que permite criar aplicativos empresariais fáceis de usar e compatíveis com dispositivos móveis para necessidades comerciais padrão. Ele também suporta uma ampla variedade de sistemas de terceiros e pode ser configurado com outros aplicativos de negócios da Microsoft para maior flexibilidade. 
  • Microsoft Power Automate: é uma solução de automação de fluxo de trabalho que permite criar fluxos de trabalho automatizados entre seus aplicativos e serviços preferidos por meio da Automação Robótica de Processos (RPA) e modelos e gatilhos pré-construídos para coletar dados, sincronizar arquivos, receber alertas e muito mais. 
  • Microsoft Power Virtual Agents: é uma plataforma de desenvolvimento de chatbots que permite criar chatbots poderosos impulsionados por IA sem a necessidade de código ou conhecimento em ciência de dados, ou desenvolvimento. Esses chatbots podem ser facilmente integrados aos produtos e serviços que você usa todos os dias.
  • Power Pages: é uma plataforma de software como um serviço (SaaS) segura, de nível empresarial e de pouco código para criar, hospedar e administrar sites comerciais externos e modernos.

Benefícios

Abaixo estão alguns dos principais benefícios do uso do Power Platform:

  • Economia e aumento de receita: A Power Platform pode aumentar o retorno sobre o investimento (ROI) e a receita das empresas, oferecendo uma visão panorâmica e estratégica do negócio;
  • Foco no cliente: A plataforma permite que as empresas se adaptem rapidamente às necessidades do mercado;
  • Automação de processos: Com o Power Automate, é possível automatizar fluxos de trabalho e processos repetitivos, economizando tempo e reduzindo erros manuais;
  • Visibilidade do negócio e controle gerencial: O Power BI permite visualizar dados de maneira fácil, identificar tendências e tomar decisões informadas com base nas informações;
  • Flexibilidade, escalabilidade e produtividade: A Power Platform promove a agilidade empresarial, reduz a dependência de equipes de TI para desenvolvimento de software e oferece uma maneira mais rápida de responder às mudanças do mercado e às demandas dos clientes;
  • Desenvolvimento de hard skills: A plataforma permite que todos os colaboradores da empresa se tornem desenvolvedores cidadãos com apenas algumas horas de estudo;
  • Segurança: Um dos mecanismos usados no Power Platform para prover segurança de dados é a criptografia;
  • Gerenciamento de aplicativos: empresas que precisam de programas para construir sites e aplicativos tendem a gerir com mais dificuldade os dados quando não estão centralizados.

Como o Power Platform pode ajudar minha empresa?

Após abordarmos os benefícios do Power Platform, vamos nos aprofundar nos casos de uso das ferramentas em algumas áreas de negócio. Entenda como isso é possível.

Power Platform em Recursos Humanos e Departamento Pessoal: 

  • Automatize processos burocráticos com Power Automate, de modo que, acelere os processos repetitivos de recrutamento e seleção, onboarding de novos colaboradores, solicitações de férias e ausências, integração entre relógios de ponto e folhas de pagamento, fluxos de assinaturas de documentos, entre outros tipos de automações;
  • Análise de performance dos times com o Power BI para identificar dados através de dashboards interativos, para medir indicadores, como engajamento das equipes, necessidade de novos treinamentos ou contratações ou rotatividade de funcionários na empresa;
  • Crie chatbots para colaboradores com Power Virtual Agents para que o bot responda rapidamente às dúvidas ou solicitações mais frequentes dos colaboradores. Diminua, assim, a quantidade de e-mails e filas de atendimento do setor;
  • Desenvolva aplicativos de engajamento com Power Apps e comunique ações de endomarketing, faça pesquisas de saúde e bem-estar e crie gamificações através de um aplicativo interno e personalizado exclusivamente para os colaboradores;
  • Crie uma página de vagas exclusiva com o Power Pages e divulgue as oportunidades de emprego abertas, receba e faça a triagem de currículos e acompanhe as etapas dos processos seletivos aos quais as pessoas se candidatam.

Power Platform em times de Marketing: 

  • É possível analisar a audiência e tendências de comportamento pelo Power BI, importe informações das redes sociais, landing pages, CRMs, entre outras fontes, diretamente para os dashboards do Power BI. Nos painéis você entende não só o perfil do público, mas também correlaciona diferentes variáveis para identificar tendências de consumo. Seu time poderá monitorar os principais indicadores de marketing. Por exemplo, a taxa de conversão por parâmetros distintos, como canal de distribuição, tipos de campanha e sazonalidade;
  • Automatize alertas pelo Power Automate e receba notificações em torno de menções positivas ou negativas da sua marca, e faça a nutrição de seus leads de acordo com o estágio de relacionamento em que eles se encontram;
  • Crie chatbots com Power Virtual Agents que faça enquetes para usar em pontos estratégicos da sua comunicação, como em sua página Web. Assim, é possível criar mais uma fonte de dados com as respostas do público. Por exemplo, para identificar o que os usuários estão buscando através do negócio, as dificuldades percebidas, entre outras informações para criar um diálogo eficiente;
  • Desenvolva aplicativos interativos com Power Apps e crie interfaces de ferramentas, como calculadoras, ou outras opções personalizadas para seus clientes. Identifique oportunidades que façam sua empresa se tornar autoridade e referência dentro do seu segmento e atraia ainda mais leads em troca do recurso.

Power Platform para o departamento de Vendas:

  • Realize análises históricas de leads e clientes com o Power BI para que reconheça padrões de comportamento e interações das pessoas em determinado período através de painéis personalizados. Dessa forma, as equipes comerciais podem identificar o melhor momento para contatar um potencial cliente e entender qual abordagem será mais efetiva para a venda;
  • Automatize tarefas comerciais com o Power Automate que auxilie no preenchimento e envio de propostas comerciais automaticamente, crie fluxos de assinaturas de contratos, receba alertas e notificações quando um lead concluir uma ação, organize anexos em pastas específicas e muito mais;
  • Desenvolva aplicativos no Power Apps que reúna dados de vendas da equipe, que permitam aos vendedores acompanharem atualizações de catálogos, estoque ou entrega de serviços em tempo real. Monitore sua performance de vendas, comissões, próximos contatos a serem realizados, entre outras possibilidades.

Power Platform para processos de Logística:

  • Utilize os recursos de análise do Power BI para entender os períodos de sazonalidade e evite a compra de mais matérias-primas do que o necessário. Em outro contexto, as análises também ajudam a identificar como agilizar as entregas. É possível mapear as vendas e as localidades dos clientes, assim como calcular os prazos conforme as rotas e o veículo de distribuição;
  • Automação de fluxos entre vendas e logística com o Power Automate para calcular o frete de cada produto e criar uma dinâmica própria para acelerar a fila de entrega, sem a necessidade de realizar esse trabalho manualmente;
  • Crie aplicativos específicos para logística com o Power Apps para auxiliar no rastreio dos veículos que estão na rua para posicionar os clientes sobre suas entregas. Monitore o trânsito em tempo real para identificar as melhores rotas. Verifique também quando e quais profissionais estão disponíveis para entregar pedidos e fazer agendamentos mais precisos.

Power Platform para gestão de projetos:

  • Análise dados de desempenho com o Power BI e mensure os gastos em todas as etapas do projeto e o tempo de conclusão de cada uma. Também é possível identificar quem consegue absorver mais ou menos demandas, e ter uma previsão completa da entrega final. Além disso, faça análises preditivas para encontrar gargalos e se antecipar a qualquer tipo de problema. Essa visão panorâmica não só ajuda a completar projetos com mais agilidade, mas também evita retrabalho e desperdício de recursos;
  • Crie fluxos de status e delegação de trabalho com Power Automate para gerenciar projetos por micro etapas e delegar tarefas automaticamente enquanto mensura o sucesso de cada uma. Ao apostar nas automações, como para atualizar documentações e notificar os status de cada etapa, você ajuda os envolvidos a darem continuidade às demandas rapidamente;
  • Crie um ambiente seguro de testes com o Power Apps para trabalhar com aprovações, sugestões e realizar testes para as várias etapas do projeto. Esse ambiente pode funcionar como uma espécie de laboratório de prototipagem interno, em que todos podem interagir e acompanhar o andamento das atividades.

Pode-se considerar a adoção do Power Platform na sua organização, uma verdadeira iniciativa de transformação digital onde é necessário que a organização adote uma nova mentalidade para que tudo funcione de maneira correta.

A plataforma é capaz de capacitar pessoas para analisar dados, criar seus próprios aplicativos, automatizar processos, entre tantas outras funções que transformam o ambiente corporativo, tudo isso somatizado as entregas fantásticas que as ferramentas podem alcançar, estimula os profissionais a alavancarem suas carreiras profissionais, gerando maior satisfação no ambiente corporativo.

Uma vez que a empresa tenha objetivos bem definidos ao optar pelo uso do Power Platform, a criatividade não terá limites após as pessoas descobrirem tudo que é possível nesse ecossistema.

foto-evander-cristiano
Evander Cristiano Oliveira De Souza Analista de Suporte Jr
evander.souza@darede.com.br

Graduado em Sistemas de Informação pela UNIFIEO. Evander possui as certificações AWS Cloud Practitioner, AZ-900 e MS-900. Atualmente ele é administrador de ambiente focado em soluções do Microsoft 365 e Azure.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Office 365 ou Exchange Server?

Será que agora vou saber o que estou fazendo quando crio aquela entrada TXT, ou CNAME quando sigo um procedimento? Essa é uma pergunta que temos ouvido muito nos últimos anos. Uma empresa pretende migrar sua solução de e-mail e, frente às inúmeras soluções de e-mail existentes (OnPremises ou SaaS) para nessas duas finalistas: e agora? Adotar Microsoft Exchange ou Microsoft Office 365? Se você chegou até aqui, já deve saber bem o que é Microsoft Exchange Server e Microsoft Office 365. Caso tenha dúvidas, veja os links abaixo:   Microsoft Exchange Server     Microsoft Office 365   Como quase tudo em infraestrutura de TI, a resposta é: Depende! Fizemos um estudo onde colocamos todas as VARIÁVEIS possíveis e em nossa análise apresentamos alguns cenários possíveis onde podemos ver que para cada ambiente, há uma melhor solução. Abaixo, descrevemos cada uma dessas VARIÁVEIS, assim você conseguirá elencar as que fazem parte de sua realidade. 1) Quantidade de usuário Esse fator é muito importante, a primeira conclusão que devemos chegar é que o Custo Inicial de uma solução OnPremises, como é o Microsoft Exchange Server, é maior que o de uma solução SaaS, como o Office 365. Então, até aqui, nos parece que se você tem apenas um usuário, faz mais sentido utilizar o Office 365, as dúvidas agora seriam: a) Qual versão de Office365 usar e, b) A partir de quantos usuários/colaboradores valerá a pena usar o Microsoft Exchange Server (se é que valerá). 2) Investimento inicial Você possui recurso para um investimento inicial (CAPEX)? Se em seu orçamento tem sobrado recurso para investimento recorrente (OPEX), o uso de soluções SaaS pode lhe cair como uma luva. Já quando o contrário acontece, você tem uma grana sobrando para um projeto pontual, o uso de Exchange passa a ser possível. Mas não se esqueça de colocar em sua conta que sempre haverá um custo inicial, como para fazer a migração para o Office365. E mesmo usando o Exchange, haverá um custo recorrente para manter a solução, seja com profissionais internos ou contratando uma consultoria para administrar seu ambiente, além de energia, depreciação dos equipamentos, renovação de licenças e etc. 3) Uso do pacote Microsoft Office Essa é uma VARIÁVEL que tem feito a diferença em alguns cenários. O Office365 oferece, em todas suas versões, o direito dos usuários usarem o Pacote Office. Nos pacotes mais simples, apenas o Office Online (que, acreditem, tem atendido muitíssimos casos) e, a partir do pacote Bussiness dá o direito a usar o Pacote Offline, o mesmo já utilizado por nós enquanto tiver que pagar pelo serviço. 4) Estado atual e desejado de seu parque de licença Uma das sacadas da Microsoft é que com o uso do Office365, além de mudar a solução de e-mail de sua empresa, você pode utilizar o Pacote Office licenciado pagando por seu uso de forma mensal. Muitas empresas têm usado esse produto para substituir sua licença atual em versões antigas ou para regularização de seu parque. O Office365 traz junto a atualização permanente do Office, enquanto você manter o pacote mensal. Em outras palavras, você pode resolver um problema de softwares não regularizados e manter-se sempre na versão mais nova do Office. 5) Perfil de e-mails É muito importante considerar o perfil de e-mails da empresa. Por exemplo, se sua empresa tem um fluxo de e-mails grande entre os colaboradores, pode ser uma boa ideia usar o Exchange, pois os e-mails trafegariam somente na sua rede interna e não consomem o link de Internet. Elencamos aqui alguns perfis de empresa que podem exigir cenários específicos Fluxo de e-mails grandes: Se seu(s) link(s) de Internet são pequenos, certamente o uso de serviço externo pode ser um problema. Por exemplo, se você tem um link de 1,5,10Mbps certamente sua rede interna trafega em 100 ou 1000Mbps. Se seu servidor de e-mail estiver instalado dentro de seu escritório a experiência dos usuários com e-mail e com a Internet certamente será melhor. Legislações e Regras: Em alguns casos, como empresas do mercado financeiro ou instituições públicas, há regras específicas quanto o local e acesso a dados. Já tivemos casos onde não conseguíamos atender regras de retenção, ou o simples fato de a Microsoft ter acesso aos dados (mesmo que a política de uso do Office365 afirme o contrário), pois esses órgãos reguladores ou política de segurança interna não permitem o uso de solução em nuvem. Muitas Caixas de E-mail: A política de licenciamento do Office 365 é baseada em usuários, dessa forma cada caixa de e-mail requer uma licença. Algumas companhias utilizam diversas caixas de e-mail como: atendimento, compras, vendas (mesmo sabendo que isso poderia ser apenas um grupo ou poderíamos usar diretórios públicos). Nesse caso, o custo com Office 365 fica alto, enquanto no Exchange Server podemos criar quantas caixas de e-mail acharmos necessário sem custo inicial maior. Caixas de E-mail grandes: Os planos de Office 365, como seus concorrentes (Gmail, AWS WorkMail), possuem caixas de e-mail grande 50/100GB, o que costuma ser muito mais que o necessário e em ambiente OnPremises limitamos mais. 6) Infraestrutura Existente Caso você possua uma estrutura que atenda outros projetos, como cluster de hypervisor, storage com espaço disponível, co-location/locação de espaço em datacenter, etc., esse custo já existente pode ser utilizado para minimizar o custo inicial, já que, como veremos ao longo desses artigos, o custo com servidor, espaço, links de Internet é muito elevado. Abaixo, uma tabela comparativa para facilitar o entendimento das principais variáveis a serem pontuadas em sua decisão: Exchange Server Office 365 Custo por Mailbox Não Há Licença Mensal Custo por Usuário CAL Adquirida Pagamento Mensal Uso do Microsoft Office Adquirir Licença Incluso* Custo Inicial Elevado Baixo** Multiplataforma (Windows/Android/Iphone) Sim Sim Webmail Sim Sim Necessário Certificado SSL Sim Não *Office Offline apenas nos planos mais caros. ** É necessária equipe técnica para ativar e/ou migrar sua solução atual. Agora que nós já explicamos as principais diferenças e variáveis, sabemos que ambas as soluções são muito completas, mas com características distintas.

Amazon Q

Amazon Q

A tecnologia de inteligência artificial está evoluindo e o Amazon Q Service é uma resposta a essa revolução que impacta a tecnologia e aprimora seu nível. Quer descobrir como funciona? Conheça as contribuições incríveis da inteligência artificial com o Amazon Q neste artigo!

Nós usamos cookies para garantir e oferecer a melhor experiência de navegação em nosso site! Mais informações