+55 11 3995-6919 / +55 11 3900-1010

O que é Infrastructure as Code (IaC)?

Para começar a entender o conceito de IaC, primeiro é preciso tratar da cultura DevOps, que tomou conta das empresas mundo afora. Ao implantar cultura DevOps, as empresas buscam simplificar processos com a finalidade de alcançar os melhores resultados de forma mais ágil. Essa metodologia surgiu da necessidade de integrar os times de desenvolvimento e de operação, trazendo consigo um conjunto de estratégias aplicadas com a finalidade de solucionar problemas e otimizar os processos para desenvolver projetos com maior velocidade e qualidade. Trazendo o foco no cumprimento de tarefas, e no modelo de responsabilidade compartilhada dentro da equipe, a cultura DevOps tem a capacidade de aumentar os esforços na otimização de processos, além de desenvolver um fluxo de trabalho mais seguro, eficiente e rápido. E o conceito de Infrastructure as Code (IaC), tem muita relação com a cultura DevOps.

Mas o que é Infrastructure as Code?

A cultura DevOps, associada à provedores de cloud e outras soluções onde tudo é “automatizável” por intermédio de APIs, cria um universo de possibilidades para desenvolvedores criativos. Infrastructure as Code (IaC), consiste na utilização de uma linguagem de codificação descritiva de alto nível (em geral arquivos de configuração padronizados, com o json e yaml) que tem como objetivo automatizar o provisionamento da infraestrutura de TI. Assim excluindo a necessidade dos desenvolvedores de provisionar e gerenciar ferramentas de um ambiente de TI, como servidores, armazenamento, sistemas operacionais, por exemplo.
Esse conceito, se assemelha bastante com de scripts de programação, uma vez que ambos automatizam processos de TI, mas eles se diferenciam na capacidade de provisionar e implantar processos mais versáteis e adaptáveis a diversos tipos de ambientes de TI. É possível criar um servidor por exemplo, ou um conjunto deles, tudo baseado em scripts e lógicas que atendam a realidade do negócio.

As ferramentas de IaC podem ser divididas em duas categorias: de orquestração, usadas para provisionar e gerenciar componentes do ambiente (como recursos em cloud), o AWS CloudFormation e Terraform, são exemplo de orquestração IaC, e as de gerenciamento de configuração que tem como objetivo instalar e atualizar e administrar o software em execução em servidores como o Puppet, Chef, Ansible e de certa forma até o Kubernetes.

Veja na prática como automatizar o provisionamento de serviços na nuvem.

Benefícios da IaC

Agilidade: A capacidade de automação da IaC acelera o processo de provisionamento de uma infraestrutura para desenvolver, testar e produzir aplicações. Permitindo a configuração de uma infraestrutura completa executando apenas um script. Assim possuindo os mesmos princípios seguidos na cultura DevOps no quesito da velocidade e consistência do ciclo de vida de entrega do projeto.

Consistência: Com a automatização de processos oriundos da IaC, falhas e discrepâncias que seriam criadas por um processo manual são praticamente eliminadas. A infraestrutura como código tem a capacidade de evitar esses possíveis problemas, pois seus arquivos de configuração possuem apenas uma única fonte de informação, assim garantindo a possibilidade de realizar repetidas implantações de forma consistente e sem disparidade de informações.

Segurança: Assim como todos os serviços de cloud computing, a IaC traz mais segurança para o ambiente de TI da sua empresa. As ferramentas de infraestrutura como código permitem a correção rápida de erros e a solução de problemas de forma automatizada, deixando assim uma infraestrutura mais segura e gerenciada pela empresa.

Acompanhe mais artigos no blog da Darede!