Os discos sólidos (SSD) vieram para maximizar a performance de notebooks e dektops. E nor artigo de hoje nosso #cloudspecialist José Anderson Vila Nova explica de forma prática como aumentar a vida últil do seu SSD.

Com a evolução dos discos magnéticos (HDD) para os discos sólidos (SSD), o ganho de performance foi extraordinário. Vamos falar um pouco sobre o funcionamento básico de ambos os sistemas.

SSD vs. HDD

No disco magnético, quando um usuário apaga um arquivo, o arquivo não é apagado realmente. Ele apenas é marcado como excluído. Quando algum novo dado é gravado naquele setor, ele apenas sobrescreve o dado que já existia.

No SSD, o processo é diferente. Por não utilizar discos magnéticos, mas chips eletrônicos, quando o usuário exclui um dado, ele é apenas marcado como inválido, e continua ali. No entanto, diferente do disco magnético, antes de um novo dado ser utilizado naquele espaço, o dado antigo precisa ser apagado, para só então receber um novo dado. Para isso, no SSD existe um processo que é executado de tempos em tempos, chamado gargabe collection. Esse processo basicamente restaura os espaços vazios. Mas esse processo possui um problema. Ele desgasta o SSD, por utilizá-lo de forma desnecessária, diminuindo a vida útil do dispositivo.

Melhorando a vida útil do SSD

Para evitar esse problema, um recurso chamado TRIM, basicamente apaga o dado do disco, assim que ele é excluído, atuando de forma melhor que o Garbage Collection, que varre de tempos em tempos atrás desses espaços vazios. Para verificar se esse recurso está habilitado no Windows, execute o comando a seguir no prompt: fsutil behavior query disabledeletenotify.

Se o retorno for “0”, o TRIM está habilitado, se estiver “1”, está desabilitado.

Caso ele esteja desabilitado, execute o comando a seguir como administrador:

Importante! Antes de realizar esse comando, verifique que o seu SSD suporta esse recurso. Embora a grande maioria dos SSDs atuais suportem esse recurso, é sempre bom confirmar.

fsutil behavior set disabledeletenotify 0

Em seguida faça uma nova consulta e confirme que a alteração ocorreu com sucesso.

Garantir que essa configuração está correta, pode ajudar a sua empresa a economizar um bom dinheiro evitando trocas de SSDs desnecessárias dos dispositivos de trabalho dos usuários.

Até a próxima!

foto-jose-anderson-vila-nova
José Anderson Vila Nova Cloud Architect
anderson.vilanova@darede.com.br

O José Anderson Vila Nova Profissional de Infraestrutura com ênfase em produtos Microsoft, com experiência no suporte e implantação de aplicativos e serviços. Ele possui diversas certificações técnicas e das duas maiores plataformas de serviços em nuvem: a MS100 da Microsoft e a AWS Cloud Practitioner.

OUTRAS PUBLICAÇÕES

Qual é a nuvem ideal para seu negócio?

Ao migrar para cloud, muitos questionamentos podem aparecer: quais são os tipos de nuvens que existem? Veja nosso artigo que auxilia como decidir a nuvem ideal para seu negócio.

Nós usamos cookies para garantir e oferecer a melhor experiência de navegação em nosso site! Mais informações