Por Cassius Oliveira

Graças a uma cultura de inovação contínua presente em diversas empresas mundo afora, às necessidades da indústria 4.0 e de tecnologias como o Big Data e a Inteligência Artificial (IA), as instituições de ensino precisaram se reinventar. Velhos métodos de aprendizagem que englobam basicamente a sala de aula com lousa, giz e papel já não são suficientes para atender as demandas das novas gerações de alunos que certamente ocuparão cargos que ainda nem existem. Ao mesmo tempo, encaramos um momento singular em que escolas do mundo inteiro tiveram suas portas fechadas e se viram forçadas a implementar o ensino a distância de uma hora para outra.

Mas o que é Educação 4.0?

A Educação 4.0 é um novo modelo de aprendizagem que busca se alinhar as demandas da quarta revolução industrial que se concentra na tecnologia inteligente, na inteligência artificial e na robótica dentro dos processos de empresas de todos os setores. Uma modelagem que deve ser aplicada desde os estágios da educação de base, onde os alunos podem desenvolver habilidades de inovação e criatividade até as universidades onde os estudantes podem colocar em prática tecnologias como o Cloud Computing, por exemplo, para assim diminuir a distância, que hoje é clara, entre essas novas profissões e alunos recém formados.

Cloud e Educação

A tecnologia em Cloud pode ser uma grande facilitadora para implementar a Educação 4.0 nos processos de uma instituição de ensino. Ela pode trazer uma moderna abordagem de ensino e aprendizagem, a utilização de softwares como o Moodle, um serviço open-source projetado para ajudar profissionais da educação a criar um método de aprendizagem de forma totalmente eficaz, e o Amazon AppStream 2.0, um serviço de streaming de aplicativos totalmente gerenciado, que facilita a virtualização de espaços de laboratório de informática, além de oferecer um suporte integral ao ensino online.

Uma tecnologia, facilmente utilizada a partir da cloud computing, que pode auxiliar de forma clara setores da educação é a Machine Learning, pois ela pode ser utilizada tanto em sala de aula no processo de desenvolvimento de alunos, como para detectar estudante em dificuldades de forma preventiva e agir de forma mais assertiva, além de auxiliar na retenção de alunos.

Assim como outras empresas, as instituições de ensino pretendem investir na tecnologia em cloud nos próximos anos, a expectativa é que, de acordo com a VexxHost, o mercado de cloud na educação deva girar em torno de US$ 54 milhões. A partir desse cenário, a Amazon Web Services (AWS) investe constantemente neste setor além de oferecer um grande portfólio voltada para empresas de educação, como o Amazon Workspaces, um serviço gerenciado que ajuda a provisionar desktops Windows ou Linux, para assim auxiliar aulas remotas, além do AWS Educate, um portal completo tanto para instituições quanto para estudantes.

Benefícios da Educação 4.0

A Educação 4.0 traz diversos benefícios tanto para as instituições de ensino quanto para os alunos. Assim como para as demais empresas, a tecnologia em cloud proporciona entregas mais rápidas, um melhor desempenho no ambiente de TI da instituição, mais segurança nas informações tratadas na estrutura além da otimização de custos, que aparece como uma grande vantagem, uma vez que o modelo pay-as-you-go, bastante utilizado nas plataformas, pode auxiliar as instituições de ensino no período de férias, em que a demanda é baixa.

Veja nosso artigo sobre Cloud e Educação! E veja tudo sobre tecnologia no Blog da Darede!

OUTRAS PUBLICAÇÕES

EBS Snapshot

EBS Snapshot O pai ta on!! No ecossistema da Amazon Web Services (AWS), o Amazon Elastic Block Store (EBS) desempenha um papel fundamental no armazenamento persistente de dados para instâncias do Amazon EC2.  Uma das ferramentas poderosas oferecidas pelo EBS é o EBS Snapshot, que permite criar cópias incrementais de volumes do EBS, fornecendo uma camada adicional de proteção e permitindo a rápida recuperação de dados.  Neste artigo, exploraremos o conceito de EBS e EBS Snapshots, discutiremos os problemas que essa ferramenta resolve e forneceremos um passo a passo sobre como criar um snapshot.  Além disso, demonstraremos como realizar snapshots de todas as instâncias EC2 por meio de código Python utilizando a biblioteca boto3 e como executar o mesmo processo usando a AWS CLI. EBS O Amazon Elastic Block Store (EBS) é um serviço de armazenamento de blocos persistentes fornecido pela AWS. Ele oferece volumes de armazenamento altamente disponíveis e duráveis que podem ser anexados a instâncias do EC2.  O EBS permite que você crie, anexe, restaure e faça backup de volumes facilmente, fornecendo armazenamento persistente e confiável para suas cargas de trabalho na nuvem. EBS Snapshot O EBS Snapshot é uma funcionalidade do EBS que permite criar cópias pontuais de volumes do EBS.  Esses snapshots são armazenados no Amazon S3 de forma incremental, capturando apenas as alterações nos dados desde o último snapshot. Essa abordagem de captura incremental economiza espaço de armazenamento e torna os snapshots extremamente eficientes.  Os EBS Snapshots são consistentes e podem ser usados para criar novos volumes EBS, permitindo a rápida recuperação de dados em caso de falhas ou necessidades de restauração. Fonte: Backup Diferencial VS Backup Incremental – EaseUS Todo Backup Problemas resolvidos pelo EBS Snapshot O EBS Snapshot resolve vários problemas relacionados à proteção de dados e recuperação de desastres. Aqui estão algumas das principais maneiras pelas quais essa ferramenta é útil: 1.Backup e restauração: Com o EBS Snapshot, você pode criar cópias de segurança de volumes do EBS e restaurá-las rapidamente em caso de falhas do sistema, erros operacionais ou exclusão acidental de dados. 2.Retenção de dados: Os snapshots fornecem uma maneira fácil de reter dados importantes. Você pode criar snapshots periódicos para manter pontos de recuperação históricos e estabelecer uma política de retenção de acordo com suas necessidades de negócios. 3.Clonagem de volumes: Os EBS Snapshots permitem criar novos volumes a partir de snapshots existentes. Isso é útil para criar clones de volumes para testes, desenvolvimento ou outras finalidades, sem afetar os dados originais. 4.Migração de dados: Os snapshots podem ser usados para migrar dados entre regiões da AWS. Você pode criar um snapshot em uma região e restaurá-lo em outra região, facilitando a transferência de dados de maneira segura e eficiente. Utilizando scripts Abaixo um exemplo utilizando python, onde o script roda todas as instancias de uma conta e executa o snapshot do volume root das instancias. import boto3   def create_snapshots():     ec2_client = boto3.client(‘ec2’)     ec2_list = ec2_client.describe_instances()         for instances in ec2_list [‘Reservations’]:         for instance in instances[‘Instances’]:             instance_id = instance[‘InstanceId’]             snapshot_description = f”Snapshot for instance {instance_id}”                         response = ec2_client.create_snapshot(                 Description = snapshot_description,                 VolumeId = instance[‘BlockDeviceMappings’][0][‘Ebs’][‘VolumeId’]             )                         print(f”Created snapshot {response[‘SnapshotId’]} for instance {instance_id}”)   # Executando a função para criar os snapshots create_snapshots() Caso queria executar pontualmente o snapshot via AWS CLI: aws ec2 create-snapshot –volume-id <volume-id> –description “Snapshot by AWS CLI” Conclusão Os EBS Snapshots oferecem uma maneira fácil de criar cópias pontuais de volumes, permitindo backup, recuperação de desastres, clonagem e migração de dados.  Neste artigo, discutimos o conceito de EBS e EBS Snapshots, destacamos os problemas que essa ferramenta resolve e fornecemos um passo a passo de como criar um snapshot usando a biblioteca boto3 em Python e a AWS CLI.  Xero no suvaco!!  Be Happy!!! Thiago Marques Technical Account Manager thiago.marques@darede.com.br Technical Account Manager da Darede, formato em Rede de Computadores, e pós graduado em Segurança da Informação. Possui ampla experiência em Datacenters e Service Providers, além de ser um entusiasta em DevOps e mercado financeiro.

Balanceadores de carga – BigIP

No artigo do Blog da Darede de hoje, nosso #cloudspecialist Thiago Marques inicia uma série de artigos falando sobre o BigIP. Veja de forma prática e simplificada como funciona a ferramenta!

Novidades da Semana – 02 a 06 de agosto

Por Alan Xavier Todos os dias a AWS lança uma série novidades e atualizações em seus produtos que visam melhorar a vida de seus usuários. Reunimos algumas delas que fazem mais sentido para nosso mercado e que certamente aplicaremos em nosso dia a dia. Confira as novidades das últimas semanas. Management & Governance AWS Config – Suporte para serviços do AWS Backup Services O AWS Config agora oferece suporte aos recursos do AWS Backup como BackupPlan, BackupSelection, BackupVault e RecoveryPoint em todas as regiões da AWS. Com essa novidade é possível ter uma visão detalhada de todas as mudanças que ocorreram na configuração do seus recursos dentro do AWS Backup. AWS Control Tower – Agora disponível em São Paulo A AWS anunciou que o AWS Control Tower está disponível na região de São Paulo. Com essa novidade agora é possível criar e gerenciar recursos que estão nesta localidade. Amazon CloudWatch Synthetics – Suporte a monitoramento visual O CloudWatch Synthetics agora oferece suporte ao monitoramento visual, permitindo que você capture defeitos visuais na experiência do usuário final do seu aplicativo da web. AWS CloudFormation Registry – Novos templates O AWS CloudFormation registry disponibilizou 79 novos templates em seu repositório público. Amazon CloudWatch – Novo recurso de alarmes cross account Agora o AWS CloudWatch possibilita a criação de alertas multi-account. Compute & Developer Tools Amazon EKS – Suporte a Multus Agora o AWS EKS suporta o Multus. Com essa nova integração é possível “atachar” mais de 1 interface de rede nos pods que estão rodando no cluster kubernetes. AWS Cloud9 – Novos recursos para integração com CloudWatch Logs, S3 O AWS Cloud9 agora suporta CloudWatch Logs, instance roles e integra facilmente com o S3. Os usuários do Cloud9 agora podem listar seus log groups e visualizar fluxos de log instantaneamente, sem sair de seu IDE. Além disso, a integração S3 melhorou o desempenho em VPCs e agora oferece suporte a um novo recurso chamado “Carregar arquivo atual”. Por fim, os usuários da Cloud9 que usam autenticação multi-factor (MFA) e VPCs privados podem se autenticar automaticamente por meio de instance roles. AWS Copilot – Suporte a domínios personalizáveis para serviços do App Runner O AWS Copilot anunciou que agora é possível configurar custom domain names no AWS App Runner. Essa novidade está disponível para a versão 1.9 do Copilot. Outros Amazon Redshift – Suporte a perfil de autenticação com drivers JDBC/ODBC O Amazon Redshift agora suporta um perfil de autenticação que permite os administradores armazenarem centralmente as propriedades do lado do cliente para conectar ao Redshift usando drivers JDBC / ODBC / Python. Você pode criar um perfil de autenticação especificando um arquivo JSON com a chave e valor para o cliente. Os usuários finais, como analistas, desenvolvedores e engenheiros de dados, podem usar esses perfis nas ferramentas, como editores de SQL, ferramentas de BI e ferramentas ETL. AWS Amplify – Novo recurso: Amplify Geo O AWS Amplify anunciou o Amplify Geo, uma nova solução que permite que os desenvolvedores adicionem rapidamente recursos com reconhecimento de localização aos seus aplicativos front-end e móveis. O Amplify Geo inclui um conjunto de bibliotecas abstratas construídas sobre o Amazon Location Service. Quer saber as novidades da AWS das últimas semanas? Leia nosso blog! E acompanhe toda sexta-feira em nosso canal do Youtube nossa live sobre as Novidades da Semana *Revisão de Cassius Oliveira e Ana Carolina Fernandes

Nós usamos cookies para garantir e oferecer a melhor experiência de navegação em nosso site! Mais informações