+55 11 3995-6919 / +55 11 3900-1010

Red Asset

Home / Red Asset

Darede

    Desde 1992, a Red Asset têm se dedicado a operações de crédito e fomento a pequenas, médias e grandes empresas, entregando resultados consistentes ao clientes e acionistas.

    Red Asset

    A Red Asset é uma empresa de recebíveis sólida e com mais de 28 anos de experiência, que realiza operações de crédito e fomento a médias e grandes empresas, entregando resultados consistentes e reconhecidos no mercado.

    DESAFIO

    Devido ao constante crescimento do negócio e a criticidade da infraestrutura de TI, a Red Asset observou a necessidade de readequar o ambiente de produção em relação a alta disponibilidade e performance, criando redundância para aplicações críticas em outros datacenters com custos alinhados as expectativas da empresa. Além deste cenário, foi observada também a necessidade de redistribuição de aplicações e bancos de dados na topologia para aumento de performance das operações, cenário fortemente impactado pelo alto consumo de recursos por parte da aplicação de BI R Shiny.

    As aplicações críticas, distribuídas em dois datacenters e na AWS, possuíam grande dependência do ambiente de banco de dados MICROSOFT SQL SERVER. Trata-se de um ambiente de MICROSOFT SQL ALWAYS ON, que necessitava de extensão em outros datacenters com a finalidade de aumentar a performance do ambiente, além de aproximar as aplicações em operações de leitura e gravação do ambiente de banco de dados.
    Havia também a necessidade de fazer com que algumas aplicações, já em execução na AWS, se conectassem a uma base de dados mais próxima. Opções como a criação de uma nova Instância MICROSOFT SQL SERVER em datacenter de terceiros foram cogitadas para assumir operações de leitura e desonerar os bancos principais. Porém, por questões de custo benefício, alta disponibilidade e performance em relação a comunicação com o ambiente AWS, a opção foi descartada. Os seguintes pontos foram listados como desafios do projeto:

    • Implementar uma solução flexível, proporcionando carga balanceada de escrita e leitura por múltiplas instâncias MICROSOFT SQL SERVER sem acréscimos / alterações de contrato;
    • Redução de custos com aquisição de hardware, licenciamento junto com ao datacenter terceiro já contratado;
    • Utilização de um terceiro site para alta disponibilidade;
    • Expectativa futura de migrar o ambiente On Premise para a AWS, próximo ao EOL dos hardwares já adquiridos;
    • Fornecer desempenho sem afetar o ambiente já existente.

    Com base nos dados citados acima, descrevemos o desenho do ambiente de MICROSOFT SQL ALWAYS ON e recursos utilizados On Premise, divididos entre os datacenters Red Asset (SP) e Datacenter Terceiro (SP):

    ARQUITETURA PROPOSTA

    Baseando-se nos desafios apontados, a Darede planejou o ambiente para uso do workload de MICROSOFT SQL SERVER com MICROSOFT ALWAYS ON da Red Asset na AWS. A Red Asset entendeu desde o princípio as limitações e dificuldades de se executar cargas de trabalho com tamanha criticidade em um ambiente totalmente OnPremises, e optou pela adoção do projeto apresentado pela Darede com grande abertura. A decisão foi alinhada aos diversos benefícios apresentados na AWS tais como o acesso a serviços por demanda, escalabilidade, alta disponibilidade e redução custos que proporcionariam ao negócio um aumento expressivo de performance nas operações.
    Além do dimensionamento de recursos, seria fundamental uma estrutura de comunicação estável e com baixa latência, por reste motivo, foram dimensionados dois Direct Connects. O primeiro entre o datacenter Terceiro e AWS, e o segundo entre o ambiente OnPremise e AWS, tornando as conexões resilientes e com dupla abordagem.
    A figura abaixo apresenta um diagrama macro da solução proposta para a Red Asset:

    Na solução apresentada pela Darede, foram utilizados os seguintes serviços:

    • AWS Direct Connect
    • EC2 Windows com SQL Server Enterprise
    • Amazon EBS
    • S3
    • Lambda
    • LifeCycle Manager

    RESULTADO

    Com a necessidade de readequar o ambiente de produção do banco de dados, foi realizada a replicação do Microsoft SQL Server para a AWS na região de São Paulo em uma instância EC2 Windows com Microsoft SQL Server Enterprise, aplicando o serviço do Always On. A AWS normalmente disponibiliza servidores de alta performance, isso possibilitou a otimização do tamanho da instância EC2, sendo menor do que previsto no início da migração. Outra vantagem para o negócio da Red Asset, foi a facilidade na ampliação ou redução da instância, podendo ser realizada em qualquer momento, não sendo necessários altos investimentos para escalar o ambiente.

    O serviço de Direct Connect da AWS, que conta com links rápidos, estáveis e seguros entre o datacenter de um parceiro e a AWS foi adquirida pela Red Asset, gerando assim um aumento de desempenho nas aplicações e no banco de dados executados na AWS, bem como na própria matriz.

    A partir da remoção da carga do BI Shiny R do banco de dados da matriz, notou-se um aumento na performance de outras rotinas executadas no banco de dados On Premise. Assim abrindo a oportunidade de um crescimento contínuo da empresa, aliado com o planejamento da movimentação de suas cargas de trabalho para a AWS. Dando mais estabilidade, escalabilidade e segurança para as operações da Red Asset.

    Dentre as características do ambiente, foram alcançados resultados relevantes para a empresa:

    • Aumento de performance nas operações em mais de 60% após a redistribuição de operações de leitura utilizando como transbordo o node Microsoft SQL Server na AWS;
    • Agilidade na alocação de recursos de acordo com as necessidades de negócio;
    • Redução de consumo dos links L2L entre Datacenters. Neste cenário, aplicações já existentes na AWS passaram a consumir dados da réplica de leitura mais próxima;
    • Redução de investimentos com recursos como Storage, Servidores e equipamentos de conectividade no datacenter Red Asset para suportar operações;
    • Redução na latência de acesso à disco do storage na Red Asset, com a mudança de consultas de aplicações BI para o servidor de Banco de Dados na AWS (São Paulo);
    • Ganhos quanto a alta disponibilidade e continuidade de Negócios visto que o ambiente passou a contar com uma réplica estável e com números de SLA superiores comparando-se com a hospedagem de serviços em datacenters terceiros;