+55 11 3995-6919 / +55 11 3900-1010

Amazon Workspaces

Solução Home Office – Amazon Wokspaces

O uso da VPN (Virtual Private Cloud) vem cada vez mais se popularizando no país, assim como o Home Office e os usuários remotos.
Esse artigo tem como foco empresas que utilizam o serviço web da Amazon, uma vez que a plataforma tem disponível a, solução DaaS na nuvem da AWS. Isso mesmo! Um serviço que entrega desktops totalmente acessíveis de qualquer lugar, desde que o dispositivo tenha conexão com a internet, seja ele um tablet, laptop ou até mesmo um smartphone.
Estamos falando das Amazon Workspaces, então, vamos imaginar um cenário muito comum nos dias atuais, digamos que devido toda a paralização por conta do COVID-19, sua empresa teve que enviar seus funcionários para trabalhar de casa, no entanto, eles não utilizam laptops,mas sim, computadores de mesa, dessa forma, se torna inviável levá-los para casa não é?
Com essa tecnologia, é possível provisionar Desktops na nuvem para que os colaboradores possam acessar a AWS através dessa máquina, seja ela Windows ou Linux. As workspaces rodam dentro de uma VPC na AWS, visto isso, o ideal é que haja também uma vpn Site-to-Site entre essa VPC e o ambiente On Premises da Empresa, assim, através dos desktops virtuais, também será possível acessar recursos internos como sistemas ou servidores que rodam no escritório.
Com o propósito de simplificar o gerenciamento de dezenas, centenas, ou até milhares de Desktops virtuais, também é possível utilizar o Amazon AD Connector, para que os usuários possam acessar apenas suas respectivas máquinas através de seus usuários provisionados dentro do AD da empresa, elevando a segurança das máquinas, GPO para limitar acessos, assim como no escritório. A Workspace é integrada com o Amazon KMS, sendo assim, todo e qualquer acesso ao volume persistente passa por uma camada de criptografia, paralelo a isso, nenhum dado do usuário é armazenado no dispositivo de acesso, viabilizando a segurança da informação.

Como último tópico, iremos abordar o custo, como tudo em cloud, esse serviço também se encaixa como On demand, ou seja, a
empresa pagará apenas o utilizado de recursos nas workspaces, uma vez que se o usuário irá trabalhar apenas em horário comercial, porque eu devo pagar um recurso que fica full-time? Não faz muito sentido, não é?
Assim, os custos são reduzidos a ponto de não haver a necessidade da compra de hardware , podendo entregar uma solução compatível com outros serviços, altamente disponível, totalmente gerenciável, facilmente escalável, seja escalabilidade de quantidade de Desktops ou de recursos computacionais, onde há segurança nos dados e redução de custos, tudo isso na nuvem.
Leia mais sobre home office em nosso blog!

Dicas de cursos de tecnologia para a quarentena

Em tempos de quarentena, o blog Darede segue trazendo dicas para que passemos por este período da melhor forma possível. Como a ideia é ficar dentro de casa para a diminuição de aglomerações e contato social, apareceu algo que costumávamos reclamar pela sua falta, ou usá-lo de desculpa para não realizar alguma tarefa: tempo. E com uma maior oferta de tempo, abre-se uma oportunidade para ampliar os conhecimentos por meio de cursos online, livros ou lives na internet. Todas as manhãs, a Darede já oferece a Daily Live Darede que traz uma série de transmissões ao vivo que ajudam a entender melhor sobre o mundo da AWS. Outras plataformas também oferecem, de forma gratuita, cursos voltados a tecnologia que ajudarão na capacitação profissional, ou simplesmente no aprendizado de uma nova habilidade.

Udemy
A Udemy é a mais popular plataforma de cursos online, que conta com uma variedade de aulas gratuitas sobre informática e programação com certificado. A Udemy disponibiliza os seguintes cursos: Python, HTML5, Android,C++, WordPress, Algoritmos e lógica, JavaScript, Introdução à programação de computadores, Introdução a banco de dados com MySQL & PHPMyAdmin, Data Science: Visualização de Dados com Python,
Introdução ao PHP orientado a objetos, dentre outros. Acesse: https://www.udemy.com/

Cisco Networking Academy
A Networking Academy, da Cisco, oferece diversas modalidades de cursos com foco em aprimorar as habilidades em alguns setores da tecnologia: Redes de Computadores, Internet das Coisas, Programação, Segurança cibernética e Sistemas Operacionais. A partir dos 13 anos de idade, é possível se matricular nos cursos que devem ser concluídos em até 30 dias. https://www.netacad.com/pt-br

Fundação Bradesco
Por meio de sua Escola Virtual, a Fundação Bradesco, oferece diversos cursos gratuitos com direito a certificado. Apesar de levar o nome do banco, não é necessário ser correntista para a realização das aulas, apenas é preciso ter no mínimo 14 anos, CPF e um e-mail válido. São vários cursos nas áreas de Banco de Dados, Desenvolvimento de sistemas, Governança de TI, sistemas operacionais e infraestrutura de TI. https://www.ev.org.br/

TIM Tec
Oferecendo lições de programação, desenvolvimento de sites e até criação de jogos digitais, o TIM Tec, plataforma de cursos online do Instituto TIM. Os cursos são divididos por capítulos que incluem atividades no final das aulas. O TIM Tec também disponibiliza um fórum de discussão com a finalidade de esclarecimento de dúvidas dos alunos. https://cursos.timtec.com.br/

Microsoft Learn
A Microsoft liberou acesso à sua plataforma que oferece diversos cursos gratuitos. É possível seguir trilhas de aprendizagem ou realizar cursos de forma avulsa sobre conceitos de business inteligence, linguagens de programação e soluções relacionadas a plataforma Azure. https://docs.microsoft.com/pt-br/learn/

AWS Training and Certification
Essa plataforma é endereçada para aqueles que detém uma conta AWS. A plataforma de ensino da AWS contém cursos online gratuitos voltados ao aprimoramento das habilidades de TI, além de aulas virtuais
voltadas para cloud computing. https://aws.amazon.com/pt/training/

Bônus: Cursos voltados para as certificações AWS

Esse período de paralização também pode servir para estudar para tirar aquela certificação da AWS que irá melhorar o currículo. Como já sugeridos nas transmissões ao vivo matinais da Daily Live Darede, existem cursos, embora sejam pagos, que te ajudarão a estudar para as provas de certificação, lembrando que a maioria deles estão na língua inglesa, assim como os exames da AWS:

Temos os cursos do A Cloud Guru em seu site, bem como na plataforma Udemy. Nestes dois canais, são disponibilizadas aulas para os exames Practitioner e Architected Associate. https://www.udemy.com/course/aws-certified-solutions-architect-associate/
https://acloud.guru/learn/aws-certified-cloud-practitioner

O francês Stéphane Maarek oferece na Udemy diversos cursos voltados as certificações AWS, principalmente para as provas Architect Associate, SysOps Adminitrator e Developer Associate.
https://www.udemy.com/course/aws-certified-solutions-architect-associate-saa-c02/
https://courses.datacumulus.com/

O único curso da lista em língua portuguesa é o com foco no exame Architect Associate, da Wefbor Treinamentos. O site oferece um curso com mais de 34 horas e cerca de 160 aulas online, além de simulados da prova.
https://webfor.com.br/curso-aws-certified-solutions-architect/

Quer ver mais dicas da Darede para melhorar seu período de quarentena? Leia mais em nosso blog!

Cloud e Coronavírus – O mundo do trabalho pós-pandemia

Quarta-feira, 11 de março de 2020, o diretor geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, declarou que, a partir daquele dia, viveríamos uma pandemia causado pelo coronavírus. Nas semanas seguintes, diversas lideranças políticas de todo o mundo começaram a anunciar regimes de quarentena em suas cidades, estados, províncias, países, enquanto algumas resistiram em reconhecer que a situação era de calamidade. Fomos apresentados a uma situação atípica no mundo, teríamos que ficar em casa, poderíamos sair apenas para fazer compras no mercado ou na farmácia. Restaurantes tiveram que operar apenas com delivery, empresas tiveram que mandar seus colaboradores para casa.

Essa nova realidade potencializou o conceito de home office, que já tinha uma certa popularidade em alguns setores, mas diante da situação que esse vírus nos colocou, a ideia do trabalho remoto foi sendo difundida em massa. E é aí que a cloud computing entra em campo. Da noite para o dia, equipes precisaram incluir na rotina de trabalho ferramentas remotas, as quais visam manter ativas as atividades de um negócio durante esta crise. Algumas delas podem ser vistas no post anterior.
Algumas empresas certamente tiveram grandes dificuldades de implementar esse modelo, uma vez que de acordo com a Kaspersky, 44% dos trabalhadores da América Latina trabalhavam em lugares com uma política restritiva ao uso de smartphones.

E por causa disso, boa parte das empresas tiveram que se adaptar a essa nova realidade, que ficou focada em investimentos no setor de TI, transferindo toda sua estrutura para a nuvem. Necessidades como, a segurança da informação, o compartilhamento de dados, o aumento da produtividade em ambientes de TI, dentre outras, ficaram cada vez mais evidentes. Atividades que irão mudar totalmente as relações de trabalho, pois ao perceber a redução de custos oriundas desse novo cenário, empresas certamente repensarão sobre a manutenção de grandes espaços físicos para suas operações, tanto que analistas do setor de tecnologia estimam que a utilização de trabalho remoto no Brasil irá aumentar cerca de 30%. O e-commerce e o ensino a distância serão outros departamentos que certamente terão um crescimento agudo após a pandemia.

Provavelmente será uma adaptação certamente menos dolorosa, pois num passado recente tivemos uma crise de escala global que mudou o panorama da relação da tecnologia com o ambiente empresarial: Os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. As consequências deste ataque influenciaram diretamente a perspectiva do setor de TI no mundo, principalmente na área de proteção de dados, uma vez que boa parte das empresas detinham sua sede em uma das torres do World Trade Center e seus datacenters no prédio ao lado, os quais foram perdidos com a queda das torres. Diante disso executivos de TI perceberam que deveriam estar preparados para o improvável, como na crise a qual estamos enfrentando.

O home office no mercado de trabalho da tecnologia da informação já é uma realidade em diversos setores já algum tempo, mas devido ao cloud, (e à pandemia, é claro) este conceito se espalhou. Num passado recente, desenvolvedores estavam mais acostumados em realizar o trabalho remoto, mas hoje em dia já é possível um profissional do setor de infraestrutura trabalhar à distância, tudo graças a computação em nuvem.

E agora?

O que podemos concluir diante desses fatos, é que as relações trabalhistas serão vistas de forma diferente, e o uso de soluções cloud poderão ser determinantes para o sucesso de um negócio. A Darede, com mais de 7 anos no mercado, oferece diversos tipos de soluções que ajudarão a modernizar o ambiente de TI de uma empresa, contando com profissionais altamente capacitados que prestam um atendimento personalizado e estão preparados para atuar em todas as necessidades do cliente principalmente neste período em que o trabalho remoto é essencial para a manutenção das atividades de uma empresa.
Leia mais artigos sobre home office em nosso blog!

Ferramentas de Produtividade para Home Office

Ferramentas de produtividade para home office

O trabalho remoto se tornou a alternativa para muitas empresas diante da crise do novo coronavírus (COVID-19). Além dos benefícios de maior flexibilidade, ganho no tempo perdido no transporte, existem algumas ferramentas que auxiliam e otimizam sua produtividade nessa modalidade de trabalho que vem crescendo a cada dia. O blog Darede selecionou alguns aplicativos que vão desde gerenciamento de tarefas até ferramentas de videoconferência que permitem realizar reuniões de onde você estiver.

  • Zoom
    Essa é uma das ferramentas mais completas quando se busca se comunicar por meio da internet. No Zoom é possível realizar reuniões com até 1000 participantes, promover webnars, construir salas de conferência, entre outros benefícios. Sua versão gratuita oferece reuniões em grupo de até 40 minutos. Os planos pagos começam a partir de US$ 15. https://zoom.us/
  • Trello
    O Trello é a mais popular plataforma de gerenciamento e organizações de tarefas. Nele o usuário é capaz de gerenciar a realização de um projeto passando por todas as suas fases. O trello tem a capacidade de integrar os aplicativos que sua equipe já utiliza e sincronizar com qualquer dispositivo, uma vez que detém aplicativos para android e iOS. O plano gratuito é bem completo podendo colocar quantos projetos quiser. Mas para quem preferir a modalidade paga, os planos começam a partir de US$ 10. https://trello.com/
  • Microsoft Teams
    Se o Whatsapp se popularizou por ser um aplicativo de uso pessoal, o Microsoft Teams vem ganhando bastante espaço quando se busca um aplicativo de comunicação voltado para empresas. Só na primeira semana do aumento de trabalhos remotos no país, a utilização da plataforma cresceu 37%. Um dos benefícios é a integração com serviços da Microsoft como Outlook, Office 365, entre outros. O plano gratuito é bem completo, e o hub está incluído no pacote pago Office Home & Business. https://teams.microsoft.com/
  • Rescue Time
    O trabalho remoto oferece muitas distrações, e muitas delas estão na internet. O Rescue Time é executado em segundo plano e você pode bloquear momentaneamente alguns sites que prejudicam sua produtividade em horário de trabalho. Na versão gratuita, é possível traçar metas, definir alertas para o desperdício de tempo e integrar diversos dispositivos. O plano pago começa a partir de US$ 6, trazendo uma experiência completa da plataforma. https://www.rescuetime.com/
  • Leia mais dicas sobre home office em nosso blog!

    6 Serviços de Cloud para Home Office

    6 serviços de cloud para home office

    Em tempos de quarentena, o home office se popularizou de forma acelerada em todo o mundo. E por conta disso, manter arquivos em segurança e facilmente acessíveis se tornou algo extremamente importante a todas as empresas que adotaram essa modalidade de trabalho remoto. E é aí que entra os serviços de armazenamento em nuvem, e acredite, muitos deles são gratuitos! Por isso, o blog Darede, separou os principais serviços disponíveis no mercado para que você encontre o mais adequado para seu negócio.
    OneDrive
    O serviço da Microsoft tem um diferencial, ele vem junto com o Office 365 e oferece 5 GB de espaço gratuito. Mas para quem precisar de mais espaço de armazenamento existem planos de assinatura a partir de R$ 9 por mês. https://onedrive.live.com/
    Google Drive
    O serviço de armazenamento em nuvem da Google oferece também aplicativos de documentos, planilhas e apresentações, além de disponibilizar para seus usuários 15 GB gratuitos. Os planos de expansão de armazenamento, chamado Google One, começa com o valor de R$ 7 por mês tendo capacidade máxima desde 100 GB até 2 TB. https://www.google.com/drive/
    Dropbox
    Talvez este serviço foi um dos primeiros a se popularizar pela web. Apesar de perder espaço para os serviços da Microsoft e Google, o Dropbox ainda é uma opção viável para quem busca segurança em seus arquivos em cloud. Apesar de oferecer apenas 2 GB gratuitos, a empresa disponibiliza um plano que oferece armazenamento ilimitado para clientes empresariais. Os planos do Dropbox começam a partir de US$ 10 por mês. https://www.dropbox.com/
    iCloud
    O serviço de armazenamento da Apple tem foco apenas para as pessoas que utilizam dispositivos iOS, mas se engana que esta limitação possa atrapalhar sua experiência. De início, o usuário recebe 5 GB gratuitamente, mas os planos de expansão de armazenamento começam com valores abaixo de seus concorrentes, a partir de R$ 3,50 é possível aumentar sua capacidade. https://www.icloud.com/
    Mega
    Com toda certeza este é o serviço que disponibiliza o maior espaço de armazenamento gratuito para seus usuários. São 50 GB livres para armazenar documentos, imagens, vídeos e qualquer outro arquivo no cloud. As ofertas disponíveis para os planos pagos também não economizam nos espaços oferecidos. A partir de R$ 27 por mês você poderá ter no mínimo 400 GB de espaço de armazenamento! https://mega.nz/
    AWS S3
    Um dos serviços mais populares da Amazon tem o foco em empresas e traz alguns diferenciais. Como alguns concorrentes, o cliente recebe 5 GB gratuitos, mas a empresa oferece diversas modalidades de planos pagos que cobram por espaço armazenado no mês, ou seja, o cliente não é cobrado por um valor fixo, ele paga o que consumir. Além do auxílio do aplicativo Cloudberry no qual é possível realizar backups na nuvem e compartilhar arquivos via HTTP.

    E qual é o melhor?
    Há muitas variáveis a se considerar, o espaço de armazenamento oferecido, benefícios, diferenciais, segurança, até o valor dos planos de cada um. O importante é realizar uma pesquisa minuciosa de cada um e decidir qual se adapta melhor ao seu negócio.
    Leia mais dicas para home office!

    5 Dicas para Home Office

    Após a Organização Mundial da Saúde (OMS) transformar o coronavírus (COVID-19) em uma pandemia, e o avanço dos casos confirmados em nosso país, muitas empresas estão orientando seus colaboradores a realizar o home office, ou seja, trabalhar de casa. Esta modalidade pode ser um desafio para muitas pessoas pois requer disciplina para manter a concentração e produtividade. Diante disso o blog Darede selecionou algumas dicas para que o home office não se torne uma experiência problemática tanto para o colaborador quanto para a empresa:

    1- Mantenha a rotina
    Apesar de estar em casa, sua rotina de trabalho não deve ser alterada. Então acorde, tome café da manhã e se vista como fosse trabalhar. Isso ajuda seu cérebro a entender que é hora de trabalho e não de lazer. Além disso é essencial para aqueles que terão que fazer reuniões online.

    2- Continue com os horários de forma rígida
    Você irá poupar o tempo de deslocamento e trânsito. E isso é positivo. Mas seus horários deverão continuar rígidos. Você entra as 9h no trabalho? Esteja em frente ao computador as 9h. Tem uma hora de almoço? Siga seu horário normalmente até o fim do expediente, assim como aconteceria se você estivesse no trabalho.

    3- Utilize um local adequado
    Trabalhar em cima da sua cama ou sentado no sofá da sua sala talvez não seja a ideia mais produtiva. Procure um lugar tranquilo, bem iluminado onde não há distrações, e que tenha uma mesa com uma cadeira confortável. Sempre comunique seus parentes ou pessoas que moram contigo que você está em horário de trabalho e não pode ser interrompido a não ser em emergências.

    4- Internet
    Nada é mais frustrante do que a internet falhar no meio do expediente. Então cheque com antecedência a qualidade e comunique imediatamente seu gestor em caso de problemas na rede.

    5- Comunicação, comunicação, comunicação!
    Esteja sempre em contato com seus colegas, seja via e-mails ou aplicativos de computador e celular, como o Whatsapp por exemplo. Assim serão evitadas falhas de comunicação que podem criar problemas no andamento de processos, assim tornando o home office um vilão da sua empresa.

    O importante aqui é fazer esta transição de uma forma tranquila e transparente a fim de evitar problemas e falta de produtividade. Sempre avise seu gestor em caso de quaisquer contratempos.
    Leia mais dicas de home office em nosso blog!